Blumenau: Pedido para anular a reintegração de funcionários da Blumob é negado na Justiça

Blumenau: Pedido para anular a reintegração de funcionários da Blumob é negado na Justiça

28 de abril de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

BLUMENAU – O pedido da Concessionária Blumob que é responsável urbano de Blumenau, que solicitava a anulação da decisão judicial que determina que a empresa passe reintegrar todos os funcionários que acabaram sendo demitidos desde o dia 16 de abril, acabou sendo negado pela desembargadora federal do Trabalho Lília Leonor Abreu.

De acordo com o Sindicato dos Empregados nas Empresas Permissionárias do Transporte Coletivo Urbano de Blumenau (Sindetranscol), ao menos 105 funcionários acabaram sendo demitidos, por conta do isolamento social, como mostramos aqui.

A Concessionária BluMob informou na época que as empresas de ônibus, não estavam conseguindo receita para manter os empresas, por conta da baixa procura de passageiros, já que os ônibus seguem parados desde 19 de março.

“Em razão da existência de medidas alternativas previstas no ordenamento jurídico, bem como pela ausência de comprovação da insuficiência financeira da empresa, tenho por ilícita, desproporcional e violadora da razoabilidade a dispensa em massa levada a efeito”, pontuou a desembargadora federal do Trabalho Lília Leonor Abreu.

A Blumob ainda não se manifestou sobre a decisão da magistrada, até a publicação desta reportagem.