RS: Canoas decreta uso obrigatório de máscaras no transporte

RS: Canoas decreta uso obrigatório de máscaras no transporte

19 de abril de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

CANOAS – Com o objetivo de evitar a propagação do novo coronavírus, a Prefeitura de Canoas decretou a obrigatoriedade do uso de máscaras ou protetores faciais no transporte coletivo e individual no município, como ônibus, táxis e demais aplicativos de transporte. A determinação passa a valer a partir de quarta-feira (22) e proíbe, portanto, o transporte de passageiros que não estiverem utilizando algum tipo de proteção para o rosto.

De acordo com o prefeito de Canoas, Luiz Carlos Busato, a medida visa a proteção dos canoenses. “Estamos trabalhando com muita seriedade e de forma incansável para conter a Covid-19, evitar o colapso da nossa rede de saúde e minimizar os impactos da pandemia em nossa cidade. O uso de máscaras e da proteção facial é mais um recurso para evitar o contágio e proteger nossa população”, destaca.

Para o motorista de ônibus há 14 anos, Leandro Ferreira Dias, que já faz a utilização da máscara, a determinação é fundamental, uma vez que protege as pessoas que precisam sair de casa para trabalhar. “Nós, motoristas e cobradores, estamos muito expostos às pessoas. Então, se o passageiro estiver de máscara, já vamos nos sentir mais seguros”, comenta.

Nas paradas de ônibus é possível verificar que a grande maioria ainda não utiliza máscaras ou protetores faciais. Porém, os passageiros aprovam a nova regra, como é o caso da massoterapeuta Dóris Rohrig, que já não sai de casa sem a máscara. “Toda a prevenção é válida e precisamos entender que essa ação é para o bem do coletivo, por mais que possa ser desconfortável ficar de máscara o tempo todo”, salienta.

A aprovação da medida atinge todas as idades, como é o caso da adolescente Manuela Christ, de 14 anos, e de Jecênio Santos Rodrigues, de 60. Ambos comemoram a nova regra e destacam que se sentem mais seguros vendo outras pessoas utilizarem a máscara também. “Eu comecei a usar porque minha mãe me obrigou, agora, já entendo a importância e não tiro por nada”, afirma Manuela.

Jecênio estava sem máscara, mesmo já estando no grupo de risco, mas garante que vai adquirir sua proteção para utilizar o transporte público. “A gente sabe que tem que usar e, muitas vezes, acabamos esquecendo ou deixando para outro dia. Como agora será proibido entrar no ônibus sem máscara, vou ter que comprar ou fazer a minha o quanto antes”, completa.

A Prefeitura de Canoas lembra que quem infringir a determinação está sujeito a uma pena, que vai de um mês a um ano de detenção e multa. Já a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Canoas alerta que o uso da máscara não descarta outros cuidados para evitar a Covid-19, como o isolamento social e a limpeza das mãos.

Cuidados com a máscara

Especialistas garantem que a utilização da máscara diminui o risco de contaminação pelo novo coronavírus, uma vez que a transmissão ocorre, principalmente, por gotículas respiratórias expelidas pela boca e nariz.

As máscaras podem ser confeccionadas em casa, desde que tenham pelo menos duas camadas de pano, podendo ser de algodão, TNT ou outros tecidos. Bandanas e lenços também são eficazes, desde que higienizadas de forma correta. Um detalhe importante é que a máscara é individual, ou seja, não pode ser compartilhada.

Para colocar e tirar a máscara é preciso ter alguns cuidados, como: lavar bem as mãos com água e sabão antes do manejo da máscara; cobrir bem o nariz e a boca, sem deixar espaço nas laterais; evitar tocar na parte da frente da máscara em qualquer situação; evitar deixar a máscara sobre superfícies, como mesas e outros locais; guardar a máscara em um saquinho plástico; trocar a máscara, no máximo, em três horas. Para a higienização, é preciso deixar a máscara de molho em sabão ou água sanitária por 20 minutos. Depois de seca, é preciso passar o tecido e guardar em um saquinho plástico fechado.

Com informações da Prefeitura de Canoas