Sindmotorista diz que três motoristas de ônibus morreram de Covid-19 em São Paulo

Sindmotorista diz que três motoristas de ônibus morreram de Covid-19 em São Paulo

17 de abril de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

SÃO PAULO – O Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo – Sindmotorista, informou nesta quinta-feira (16), que o levantamento feito pela entidade, indicou que 175 funcionários das empresas de ônibus da capital paulista seguem com suspeita de terem sido contaminados pelo novo coronavírus.

Ainda de acordo com o sindicato dos rodoviários da cidade de São Paulo, os 175 funcionários de empresas de ônibus da capital paulista com suspeita de contaminação pelo novo coronavírus, sendo que 27 casos já foram confirmados e 15 pessoas morreram. Dos óbitos, três foram por covid-19 e outros 12 aguardam o resultado dos exames.

A pesquisa feita em todas as garagens de ônibus da cidade aponta que a região sul de São Paulo registra o maior número de casos suspeitos: 109. Destes, 69 apenas na Viação Grajaú (Cidade Dutra). A região oeste tem 44, norte com 10, seguida pela sudeste com nove e a leste com três casos em investigação.

Com relação ao número de óbitos por suspeita de Covid-19, segundo o Sindmotoristas, nove eram funcionários de garagens da região oeste, quatro da leste, um da sul e um da região sudeste.

O levantamento traz dados ainda dos casos confirmados da doença. Novamente a região oeste lidera a lista, com 10 ocorrências de infecção do novo coronavírus. É seguida pela zona leste com nove, são seis na região sul e dois na norte. 

Com informações Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo – Sindmotorista