BA: Emtram suspende operação para Barreiras por falta de máscaras

BA: Emtram suspende operação para Barreiras por falta de máscaras

17 de abril de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

BARREIRAS E BAIANÓPOLIS – A Viação Emtram, também conhecida como Empresa de Transportes Macaubense – Emtram, suspendeu a operação intermunicipal da linha Barreiras x Baianópolis e Baianópolis x Barreiras, como informou o site Ascom Notícias, nesta sexta-feira (17).

A suspensão da linha segue por tempo indeterminado, já que a liberação do transporte intermunicipal da região de Barreiras ter sido liberada pelo Governo da Bahia, com a exigência contidas no novo decreto, que determina que todos os passageiros de ônibus deverão realizar viagem utilizando máscaras.

De acordo com a publicação, a Viação Emtram, informou que suspendeu a operação, por não ter como oferecer as máscaras de imediato, já que a empresa teria feito a compra dos Equipamento de Proteção Individual – EPIs, porém o material ainda não foi entregue.

O decreto estadual determina que as empresas de ônibus e transportes alternativos, passem a fornecer aos passageiros, máscaras e álcool gel durante a viagem, de forma gratuita.

A Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (AGERBA) e pela vigilância sanitária, estão responsáveis pela fiscalização do decreto.

 Governador Rui Costa libera o transporte intermunicipal em cidades sem casos de coronavírus

O Governo do Estado publicou no Diário Oficial desta quarta-feira (15) alteração do decreto de 27 de março de 2020, prorrogando de 15 de abril para o dia 3 de maio a suspensão do transporte intermunicipal em 69 municípios baianos. Passaram a integrar a lista as cidades de Floresta Azul, Santa Teresinha e Una, onde a suspensão terá início a partir de quinta-feira (16). 

Ainda de acordo com a publicação de hoje, as cidades de Candeias e Medeiros Neto estão autorizadas a retomar o transporte intermunicipal, por não terem casos confirmados de Covid-19 há 14 dias ou mais. Com a medida, agora são 16 cidades com a circulação de transportes rodoviários e hidroviários restabelecida: Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Canarana, Candeias, Conceição do Jacuípe, Conde, Correntina, Dias d’Ávila, Entre Rios, Guanambi, Itamaraju, Jequé, Medeiros Neto, Nova Soure, Pojuca e São Domingos.

Já as 69 cidades com transporte suspenso até 3 de maio são:

Abaíra, Adustina, Alagoinhas, Araci, Aurelino Leal, Barra, Barra do Choça, Barra do Rocha, Belmonte, Brumado, Cachoeira, Camacã, Camaçari, Campo Formoso, Canavieiras, Cansanção, Capim Grosso, Catu, Coaraci, Conceição do Coité, Euclides da Cunha, Eunápolis, Feira de Santana, Floresta Azul, Gandu, Gongogi, Ibirataia, Ibotirama, Ilhéus, Ipiaú, Itabuna, Itacaré, Itagi, Itagibá, Itajuípe, Itaparica, Itapé, Itapebi, Itapetinga, Itarantim, Itatim, Itororó, Ituberá, Jaguaquara, Juazeiro, Lauro de Freitas, Luís Eduardo Magalhães, Palmeiras, Piripá, Porto Seguro, Prado, Rio do Pires, Salvador, Santa Cruz Cabrália, Santa Luzia, Santa Maria da Vitória, Santa Teresinha, São Félix, São Francisco do Conde, Serra do Ramalho, Serrinha, Simões Filho, Teixeira de Freitas, Ubatã, Una, Uruçuca, Utinga, Vera Cruz e Vitória da Conquista. 

A determinação considera circulação, saída e chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans.

Com informações do Governo do Estado da Bahia