Itamaraty usa 11 ônibus na repatriação de brasileiros retidos na África do Sul

Itamaraty usa 11 ônibus na repatriação de brasileiros retidos na África do Sul

1 de abril de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

JOHANESBURGO – O Itamaraty informou nesta terça-feira (31), que o governo da África do Sul, autorizou a liberação do voo de repatriação de um grupo de 300 brasileiros que estão retidos na cidade de Johanesburgo desde o dia 26 de março em função das medidas restritivas adotadas pelas autoridades locais para combater a pandemia do novo coronavírus.

Foto: Reprodução de Redes Sociais

O voo da empresa aérea Latam deverá decolar do solo sul-africano nesta quarta-feira (01), às 9h55 (horário em Brasília). O pouso no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo está previsto para às 11h no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, conforme informou o embaixador do Brasil na África do Sul, Nedilson Ricardo Jorge.

A contadora Clarissa Menezes, que mora em São Bernardo do Campos, na Grande São Paulo, revelou que os brasileiros estão distribuídos em 11 ônibus enviados pela Embaixada do Brasil, onde aguardam pelo embarque . A expectativa é que o grupo será encaminhado diretamente para a pista, sem a passagem pelo aeroporto local, que segue fechado. No entanto, os nomes de quem irá embarcar ainda não foram confirmados.

Segundo a brasileira, o sentimento de todos é de angústia, cansaço e torcida pela volta para casa. “A gente pode descer dos ônibus, pegar um ar e espichar as pernas. No meu ônibus, há familias com crianças, todos muito cansados, querendo informações. O sentimento é de ansiedade, falta de informação. Mas o maior de todos [os sentimentos] é a vontade louca de voltar para o Brasil”, desabafou a brasileira.

De acordo com o embaixador brasileiro na África do Sul, Nedilson Ricardo Jorge, o grupo deverá se submeter ao rígido protocolo de controle sanitário, que será realizado pelas autoridades sul-africanas, antes do embarque para São Paulo.

Outras repatriações

Em nota, a companhia aérea Latam informou que já repatriou 16.385 pessoas em 115 voos especiais até  30 de março de 2020 e que permitirá o retorno dos passageiros à América Latina partindo de diferentes partes do mundo.

Nesta quarta-feira (1), além dos passageiros brasileiros que estão em Johanesburgo, a companhia aérea tem programados os seguintes voos: Lisboa-São Paulo/Guarulhos, Sydney-Santiago e Auckland-Santiago, ambos com conexão em São Paulo/Guarulhos. 

A Latam ressaltou que, nas últimas semanas, já repatriou passageiros brasileiros que estavam em Cusco, Lima (Peru), Londres, Jamaica, Portugal, Punta Cana (República Dominicana), Israel e Santiago Chile), complementou o texto.

Com informações do Itamaraty e Agência Record