São Paulo: Ônibus seguem circulando lotados em meio a quarentena, gerando risco de contaminação do novo coronavírus

São Paulo: Ônibus seguem circulando lotados em meio a quarentena, gerando risco de contaminação do novo coronavírus

27 de março de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

SÃO PAULO – Durante o período de quarentena, os ônibus urbanos da cidade, seguem circulando lotados, e com isso, aumentando as chances de contaminação do novo coronavírus. Vale lembrar que a cidade de São Paulo segue com o maior número de convid-19 confirmados e maior número de óbitos.

Segundo a Record TV, os coletivos saem do Terminal Petrônio Portela, lotados de passageiros. saem do local repletos de passageiros. Os coletivos com destino à Brasilândia, na zona norte, deixam o terminal com a capacidade máxima de passageiros. Pessoas aguardam o transporte em filas sem o distanciamento recomendado de, pelo menos, um metro e meio, como mostrou a emissora.

A Prefeitura de São Paulo, anunciou nesta quarta-feira (25), a redução da frota de ônibus em 55%, e que a Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes (SMT) e da São Paulo Transporte (SPTrans), iria adequar a circulação de ônibus na cidade, uma vez que o número de pessoas que utiliza o transporte público já apresenta uma redução de 70%. Por esse motivo, a frota na capital será mantida em 55%. Como a queda de passageiros é maior, a Prefeitura garantirá com segurança a operação do transporte público.

Uma mensagem de um motorista de ônibus demonstra a preocupação com as aglomerações. “Estamos apavorados, sem direção, sem respaldo da empresa, sindicato, pois os riscos que nós, motoristas, cobradores e fiscais de ônibus estamos tendo é enorme. E agora aumentou ainda mais devido à redução da frota. Nos horários de pico, os carros rodam bem mais cheios.”

Com informações da Prefeitura de São Paulo e Record TV