Prefeitura de São Paulo vai liberar apenas 55% da frota de ônibus nos próximos dias por conta do coronavírus

Prefeitura de São Paulo vai liberar apenas 55% da frota de ônibus nos próximos dias por conta do coronavírus

25 de março de 2020 0 Por revistadoonibus

SÃO PAULO – A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes (SMT) e da São Paulo Transporte (SPTrans), irá adequar a circulação de ônibus na cidade, uma vez que o número de pessoas que utiliza o transporte público já apresenta uma redução de 70%. Por esse motivo, a frota na capital será mantida em 55%. Como a queda de passageiros é maior, a Prefeitura garantirá com segurança a operação do transporte público.

A SPTrans seguirá monitorando diariamente a movimentação de passageiros e fará ajustes, se necessário, para atender com conforto e segurança a população. Em razão da pandemia do coronavírus, a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é que as pessoas evitem sair de casa.  A prioridade neste momento é manter o transporte disponível àqueles que prestam serviços essenciais na cidade e evitar a circulação desnecessária nas ruas da cidade.

A SPTrans também informa que a frota de ônibus do Noturno passou de 430 para 211 veículos. Esta também é mais uma medida necessária para prevenir a propagação da Covid-19, causada pelo coronavírus. Todas as 150 linhas do Noturno continuam operando com intervalos maiores entre os veículos.

Medidas contra o novo coronavírus no transporte público

Para evitar a circulação de pessoas pela cidade e a disseminação do vírus, a SPTrans suspendeu as cotas do Bilhete Único Estudante a partir de segunda-feira, 23, em razão da suspensão das aulas.

Já estudantes da área de saúde, que continuarão prestando serviços de atendimento essencial à população durante este período, terão as gratuidades mantidas.

Com informações da Prefeitura de São Paulo