Vídeo: Ônibus da Satélite Norte é impedido de entrar no Maranhão neste domingo

Vídeo: Ônibus da Satélite Norte é impedido de entrar no Maranhão neste domingo

23 de março de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

ESTREITO – Um ônibus modelo Paradiso G7 1600 LD, equipado com chassi Mercedes-Benz 0-500RSD da empresa Satélite Norte que fazia a linha Goiânia x Teresina, acabou sendo impedido de entrar no Maranhão neste domingo (22), em uma barreira feita pela Polícia Militar do Estado do Maranhão, na cidade de Estreito, que faz divisa com o Tocantins.

Foto: Reprodução de Redes Sociais

Ao entrar no estado do Maranhão pela BR-226, agentes da Polícia Militar do Maranhão, interceptou o coletivo e impediu o mesmo de seguir viagem, e o motorista foi obrigado a voltar com o ônibus para o lado da ponte no estado do Tocantins.

Um dos passageiros que estava a bordo, acabou mostrando a dura situação através de um vídeo que já segue sendo divulgado nas principais redes sociais e e também em grupos de mensagens por aplicativos, como podemos ver abaixo.

Nossa equipe tenta contato com a empresa para saber como os passageiros serão atendidos nesta situação.

MA: Governo já restringe acesso de ônibus interestaduais com barreiras

A manhã deste sábado (21), começou com uma intensa operação da Polícia Militar e Civil do Maranhão, nas principais entradas do estado, onde foram criados bloqueios nas divisas, inclusive com o Estado do Tocantins, para evitar o acesso de ônibus interestaduais, por determinação do governador Flávio Dino – PCdoB.

Foto: Polícia Militar – Divulgação

O estado do Maranhão registrou o seu primeiro caso da Covid-19, nesta sexta-feira (20), e segue investigando mais de 200 pessoas com suspeita do novo coronavírus. A medida, de acordo com o governo do Estado, é tentar diminuir a proliferação do coronavírus.

“Em face da emergência sanitária, editei decreto, baseado no artigo 23 da Constituição Federal, sobre transporte rodoviário de passageiros oriundos de outros estados. Decreto começou a ser cumprido na manhã deste sábado. É uma barreira para a diminuição de circulação de pessoas”, disse Dino.

Divisa entre Tocantins e Maranhão na cidade de Estreito – Foto: Polícia Militar – Divulgação

O Governo do Maranhão também tentou interromper os voos comerciais de passageiros para o estado, mas a Justiça Federal negou o pedido por entender que a competência é do governo federal.

Por outro lado, a Justiça permitiu que o Governo do Maranhão faça exames e controle de passageiros que chegam nos aeroportos. “Já temos equipes preparadas e termômetros comprados”, afirmou.

Além do novo coronavírus, o Maranhão está sofrendo com casos de H1N1 e enchentes. “Estamos vivendo uma situação difícil”, disse o governador.

Com informações do Governo do Maranhão, Polícia Militar e AF Notícias