Governo do Sergipe proíbe a entrada de ônibus interestaduais nesta segunda-feira

Governo do Sergipe proíbe a entrada de ônibus interestaduais nesta segunda-feira

23 de março de 2020 0 Por revistadoonibus

ARACAJU – O Governo do Estado de Sergipe, publicou um decreto que proíbe a partir desta segunda-feira (23), a entrada de ônibus do transporte interestaduais de origem dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia, Pernambuco, Alagoas, Distrito Federal e demais estados em que o novo coronavírus for confirmado ou que tenham a situação de emergência decretada.

O decreto do governo também determina a proibição de atracação de navio ou qualquer outra embarcação com origem em estados e países com circulação confirmada do coronavírus ou situação de emergência decretada, ressalvada a operação de cargas marítimas.

O Governo do Estado reforça que, como medida de prevenção ao contágio e de enfrentamento da emergência em saúde pública de importância internacional, decorrente da propagação do Covid-19 (novo coronavírus), alguns serviços terão que ser fechados em Sergipe. As medidas foram estabelecidas pelo Decreto Nº 40.563, de 20 de março de 2020, e pelo Decreto nº 40.560, de 16 de março de 2020. 

Em relação ao transporte coletivo de passageiros, público e privado, urbano e rural, municipal e intermunicipal que circula pelo estado, já estava valendo a medida para que não se excedesse a capacidade de passageiros sentados. Segundo o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju (Setransp), a queda do número de passageiros nos ônibus coletivos da Grande Aracaju, foi 53% na sexta-feira (20) e de 68% durante o final de semana.

Confira outros de serviços que deverão estar fechados diariamente enquanto valer o decreto:

  • Igrejas e templos
  • Hotéis
  • Academias
  • Shoppings
  • Galerias
  • Boutiques
  • Clubes
  • Boates e casas de espetáculos
  • Salão de beleza e clínica de estética
  • Clínica de saúde bucal odontológica (ressalvadas aquelas de atendimento de urgência e emergência)
  • Comércio em geral
  • Escolas e faculdades
  • Bares e restaurantes, que podem funcionar apenas com o serviço de delivery.

Com informações do Governo do Estado de Sergipe e TV Sergipe