Rio: Crivella quer a Guarda Municipal fiscalizando lotação no BRT Rio

Rio: Crivella quer a Guarda Municipal fiscalizando lotação no BRT Rio

19 de março de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

RIO – Durante uma entrevista nesta quarta-feira (19), o prefeito do Rio, Marcelo Crivella – Republicanos, falou sobre todas as ações que o governo municipal segue tomando para tentar evitar a proliferação do novo coronavírus.

O prefeito informou que enviará um projeto de lei à Câmara Municipal pedindo a troca da escala de guardas municipais. A intenção do prefeito do Rio é intensificar a fiscalização para evitar a superlotação de ônibus e BRTs. A recomendação é que só haja passageiros sentados.

Ainda segundo Crivella, o prefeito já fez um apelo aos empresários e operadores do BRT. Ele disse que, caso a lotação persista, o funcionamento pode ser suspenso. Será?

“Esperamos que isso nunca ocorra, seria um fracasso nosso como sociedade. Porém, se fracassarmos, o BRT pode ser suspenso”, ressaltou.

Atualmente, a escala de serviço dos guardas municipais é de 12h por 60h. Com a mudança passaria de 12h por 36h.

“Fazemos esse apelo para que, nesse caso de crise, possamos adotar a escala de 12-36, que é a escala dos PMs. É suportável em momentos de crise”, destacou o prefeito.

Cirvella afirmou também que o Exército Brasileiro se disse capaz de montar o hospital de campanha do Riocentro em apenas 24h. O local seria destinado a pessoas que não têm o coronavírus para que as outras unidades possam receber pacientes com a nova doença.

Fechamento de boates

Ainda de acordo com o prefeito, as boates da cidade permanecem com funcionamento normal, o que não é recomendado para evitar a contaminação pelo vírus.

“Estamos recomendando o fechamento de boates. Os bares e restaurantes aceitaram as recomendações e estão trabalhando com meia lotação. Infelizmente, foi verificado pelos fiscais da prefeitura que as boates estão lotadas”.

Os cidadãos poderão denunciar eventos por meio do telefone da Prefeitura 1746.

Com informações da Prefeitura do Rio e TV Globo