RJ: Prefeitura de Petrópolis proíbe a entrada de ônibus de turismo na cidade devido ao Coronavírus

RJ: Prefeitura de Petrópolis proíbe a entrada de ônibus de turismo na cidade devido ao Coronavírus

18 de março de 2020 Off Por revistadoonibus

PETRÓPOLIS – Para tentar evitar a proliferação do novo coronavírus, a Prefeitura de Petrópolis anunciou que a partir desta quarta-feira (18), todos os pontos turísticos da cidades, como parque, museus e demais atrativos, ficarão fechados por 15 dias e com isso, ônibus de turismo e vans do setor seguem proibidas de entrar na cidade.

De acordo com o governo municipal, as equipes da Guarda Municipal estarão a partir de hoje, de prontidão nos pórticos do Bingen e do Quitandinha para evitar a entrada de grupos de turismo.

O prefeito Bernardo Rossi – MDB, informou que essas medidas fazem parte do novo decreto que foi publicado nesta terça-feira (17) no Diário Oficial.

Até os pontos turísticos naturais, como cachoeiras, também não poderão ser frequentados.

As ações foram anunciadas durante coletiva de imprensa nesta terça.

Além das novas medidas, o município já tinha cancelado eventos públicos e particulares, como as comemorações pelo aniversário de Petrópolis, além de outros exemplos, como a paralisação do funcionamento do parque de diversões instalado no Parque Municipal, em Itaipava. Este, inclusive, foi totalmente fechado para qualquer atividade.

Em relação aos parques, além de Itaipava, Parque da Ipiranga, e Cremerie ficarão fechados.

Coronavírus: Governo do RJ restringe linhas de ônibus intermunicipais isolando a Região Metropolitana

Foi publicada, no Diário Oficial desta terça-feira (17/03), a Portaria DETRO/PRES. n° 1518, que dispõe sobre a proibição da circulação de veículos das modalidades REGULAR, FRETAMENTO E COMPLEMENTAR, entre a Região Metropolitana (RMRJ) e os demais municípios do Estado do Rio de Janeiro. A portaria tem validade de 15 dias consecutivos ou até a revogação do Decreto Estadual n° 46.970.

O transporte intermunicipal realizado dentro da Região Metropolitana continuará sendo operado com os passageiros podendo ser transportados somente SENTADOS. Já o transporte entre os municípios do interior continuará ocorrendo normalmente.

A medida foi tomada considerando que a maior parte dos casos da COVID-19 no estado está concentrada na Região Metropolitana. Os passageiros com bilhetes emitidos para os municípios com restrição, com validade posterior à data da portaria, serão ressarcidos pelas respectivas empresas.

São considerados municípios da Região Metropolitana:

  1. Belford Roxo
  2. Cachoeiras de Macacu
  3. Duque de Caxias
  4. Guapimirim
  5. Itaboraí
  6. Itaguaí
  7. Japeri
  8. Magé
  9. Maricá
  10. Mesquita
  11. Nilópolis
  12. Niterói
  13. Nova Iguaçu
  14. Paracambi
  15. Petrópolis
  16. Queimados
  17. Rio Bonito
  18. Rio de Janeiro
  19. São Gonçalo
  20. São João de Meriti
  21. Seropédica
  22. Tanguá.

Funcionamento da Autarquia

Durante o período do Decreto Estadual n° 46.970, não haverá atendimento presencial no Detro. Somente pelos canais de comunicação divulgados no site www.detro.rj.gov.br.    

Transporte com restrição

O decreto de Witzel determina que a capacidade de lotação dos ônibus intermunicipais, barcas, trens e metrô deve ser reduzida em 50%.

O Passe Livre dos estudantes foi suspenso — o de idosos e deficientes está mantido.

O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, também confirmou na manhã desta terça-feira que os ônibus municipais só circularão com passageiros sentados.

Outras medidas

SUSPENSÃO POR 15 DIAS

  • Aulas nas unidades da rede pública e privada de ensino, inclusive nas unidades de ensino superior;
  • Comícios e passeatas;
  • Jogos de futebol e demais eventos desportivos;
  • Sessões de cinema e de teatro;
  • Shows;
  • Eventos em salão ou casa de festas, como aniversários;
  • Feiras;
  • Eventos científicos;
  • Visitação a unidades prisionais;
  • Visitação a pacientes diagnosticados com o Covid-19.

RECOMENDAÇÕES

  • Restringir a 30% a lotação em bares, restaurantes e lanchonetes, com normalidade de entrega e retirada de alimentos no próprio estabelecimento;
  • Restringir a hóspedes o funcionamento de bares, restaurantes e lanchonetes no interior de hotéis e pousadas;
  • Fechar academias de ginásticas;
  • Fechar shopping centers e centros comerciais, exceto supermercados, farmácias e serviços de saúde. Bares, restaurantes e lanchonetes devem observar a restrição da lotação e reduzir em 30% o horário de funcionamento.
  • Não frequentar praia, lagoa, rio e piscina pública;
  • Suspender voos com origem em estados e países com circulação confirmada do coronavírus ou situação de emergência decretada;
  • Suspender a atracação de navio de cruzeiro com origem em estados e países com circulação confirmada do coronavírus ou situação de emergência decretada.

Com informações do Governo do Estado do Rio de Janeiro, DETRO, Prefeitura de Petrópolis, e Inter TV