BRT Rio não poderá circular com passageiros em pé, afirma prefeito Marcelo Crivella

BRT Rio não poderá circular com passageiros em pé, afirma prefeito Marcelo Crivella

17 de março de 2020 Off Por revistadoonibus

RIO – Durante uma entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (17), o prefeito do Rio, Marcelo Crivella – Republicanos, proibiu a partir de hoje, que passageiros sigam viagem em pé nos ônibus urbanos convencionais e também nos coletivos do Consórcio BRT Rio. A medida segue junto com o pacote de ações do governo municipal, para tentar conter o avançado do novo Coronavírus.

“Pedimos mais ônibus nos horários de pico pra atender esses passageiros, mas não podemos ter passageiros em pé tendo o risco do nível do contágio”.

De acordo com Crivella, o transporte de passageiros da cidade do Rio de janeiro, segue com redução no volume de passageiros transportados. “Pelo Waze, caiu a frequência de ônibus em mais de 60%. Portanto, vão sobrar ônibus. As pessoas na Zona Sul estão saindo menos de casa do que as das zonas Norte e Oeste”, disse. “É possível que a gente possa fazer uma mudança”, emendou.

Ao longo da entrevista, o prefeito do Rio também anunciou as restrições que a cidade adotará. O Governador do Estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel publicou também nesta terça-feira (17), um decreto com decisões válidas para do o estado.

O prefeito voltou a pedir para que as pessoas fiquem em casa. “As saídas devem ser apenas as imprescindíveis, sobretudo para idosos, acima de 60 anos, e aqueles que têm baixa imunidade”, disse Crivella.

Veja outros anúncios:

  • Cancelamento das áreas de lazer, como as da orla (Aterro, Avenida Atlântica)
  • Fechamento dos Parques Municipais (Grumari-Prainha, Chico Mendes, Marapendi, Bosque da Barra, Bosque da Freguesia, Chacrinha, Eduardo de Matos, Catacumba, Dois Irmãos)
  • Pão de Açúcar, cinemas e teatro fechados
  • Pedido à Guarda Municipal que se façam apelos a pessoas que não frequentem e não façam aglomerações em área de banho
  • Restaurantes populares continuam abertos para café da manhã e almoço
  • Casas da Providência fechadas
  • Sem serviço na SMTR para recorrer de multa presencial
  • Transporte de passageiros somente com todos sentados
  • Pedido para donos de bares e restaurantes restrinjam clientes à metade
  • Pedido para clubes esportivos, colônias de férias e academias sejam fechados
  • Determinação do fechamento de 24 vilas olímpicas

Com informações da Prefeitura do Rio de Janeiro