Rio: Sargento da Marinha suspeito de assédio sexual em ônibus tem prisão preventiva decretada

Rio: Sargento da Marinha suspeito de assédio sexual em ônibus tem prisão preventiva decretada

20 de fevereiro de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

RIO – O sargento da Marinha do Brasil, identificado como José Carlos Vidal Ferreira, de 34 anos, teve sua prisão preventiva, a prisão por tempo indeterminado, pela Justiça do Rio de Janeiro, na manhã desta quinta-feira (20).

Foto: Divulgação

A Justiça do Rio de Janeiro decretou nesta quinta-feira (20) a prisão preventiva (por tempo indeterminado) do sargento da Marinha do Brasil José Carlos Vidal Ferreira, de 34 anos.

O militar teve a prisão em flagrante convertida preventiva durante audiência na Central da Audiência de Custódia, em Benfica, na Zona Norte do Rio, também nesta quinta, como informou o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e TV Globo.

Foto: Reprodução de TV

Na quarta-feira (19), o sargento foi preso pela polícia dentro de um ônibus, em São Gonçalo, na Região Metropolitana, acusado de assediar uma passageira.

Ao decidir pela prisão por tempo indeterminado, o juiz Rafael Cavalcanti Cruz destacou, de acordo com o auto de prisão, que a vítima reconheceu o militar como o suposto autor do crime.

Entenda o caso

O ônibus em que estava o militar saiu do bairro de Trindade e seguia em direção ao Terminal Rodoviário no Centro de Niterói, também na Região Metropolitana. Por volta das 7h, a servidora pública Priscila Trindade Rodrigues embarcou no veículo.

José Carlos viajava sentado e ofereceu o lugar dele para a jovem sentar. Em seguida, começou a assediar a mulher. Assim que percebeu a situação, Priscila começou a gritar e recebeu ajuda de outras mulheres que viajavam no ônibus. Apesar da confusão, ela disse que o motorista não parou o veículo.

Foto: Reprodução de TV

Com informações do Tribunal de Justiça do Rio e TV Globo