Chile registra cinco mortes após três noites de protestos violentos

Chile registra cinco mortes após três noites de protestos violentos

1 de fevereiro de 2020 Off Por revistadoonibus

SANTIAGO – Os protestos no Chile seguem causando morte e violência nos últimos dias em Santiago e região metropolitana. Até o momento já foram registrado pelas autoridades, 5 mortes nos últimos três dias de protestos cada vez mais violentos, como informou o jornal El Mercurio, com sede em Santiago. Ainda de acordo com a publicação, esta semana está sendo considerada a mais violenta, desde Outubro de 2019, o início da crise política que o governo de Sebastián Piñera enfrenta.

Foto: Reprodução de TV

Nas últimas semanas, os protestos em Santiago e em cidades da região metropolitana, seguiam em clima pacífico, porém, na última terça-feira (28), com a morte de um torcedor do time chileno Colo-Colo, que acabou atropelado por um caminhão da polícia em meio aos protestos que ocorreram após o jogo, a nova onda de violência estou na capital, com saques em supermercado, ônibus incendiados e depredação de lojas e prédios do governo.

Nesta quinta-feira (30/1), outra pessoa acabou morrendo atropelada, quando um ônibus que foi roubados por homens encapuzados, acabou atingindo o jovem que morreu no local. O motorista do coletivo que sequestrou o ônibus, acabou linchado por manifestantes e segue internado em estado grave em um hospital da região.

Foto: Reprodução de Redes Sociais

Já nesta sexta-feira (31), outro homem que não teve a sua identidade revelada, acabou morrendo por sufocamento, durante um incêndio em um supermercado que acabou sendo saqueado por manifestantes. Na 4ª feira (29.jan), 1 jovem de 24 anos foi baleado na cabeça durante protestos.

Foto: Reprodução de Redes Sociais

Governado por Sebastián Piñera, o Chile vive uma situação de instabilidade desde o início dos protestos em outubro. As reivindicações incluem a diminuição das tarifas de transporte público, a situação da saúde no país e a reforma do sistema previdenciário.

Com informações do Poder 360 e Agências Internacionais