Prefeito de Salvador quer inaugurar BRT em novembro e fala em ônibus elétricos

Prefeito de Salvador quer inaugurar BRT em novembro e fala em ônibus elétricos

30 de janeiro de 2020 Off Por revistadoonibus

SALVADOR – O Prefeito ACM Neto, espera inaugurar ao menos a primeira etapa do BRT de Salvador já no próximo mês de novembro. De acordo com o governo municipal, a ideia é entregar o trecho ligando o LIP até o Jardim dos Namorados, e o trecho poderá contar com ônibus elétricos. A informação veio do prefeito durante um encontro de fabricantes, financiadores, integrantes do setor público e privado de transporte do Hub Salvador.

Foto: Divulgação

Para o prefeito ACM Neto, o objetivo é conseguir reunir todos os interessados no projeto, afim de que a negociação avance mais rápido. Neto confirmou a tenção durante entrevista coletiva.

“A ideia é essa (já usá-los em novembro). Nosso objetivo é colocar na vanguarda do que há de mais moderno e sustentável em termo de transporte público do mundo, que é o ônibus elétrico. Após renovar a frota e trazer os veículos com ar-condicionado, nossa meta é trazer esses novos modelos”, explica o prefeito.

Durante o evento foram discutidos modelos de financiamento, operação do sistema de ônibus elétrico e estratégias de implementação na capital baiana. ACM Neto garantiu que a implementação dos novos veículos no BRT é apenas o primeiro passo, o outro seria usar ônibus elétricos em todo o transporte público soteropolitano.

“O desejo é começar pelo BRT e depois poder alcançar todo o sistema. Estamos fazendo a renovação de 250 ônibus por ano e assim vai até chegar mil. Mas o objetivo é aposentar os veículos velhos, que quebram e trazem malefícios à população por novos e, de preferência, elétricos”, afirma.

Um dos principais cuidados da gestão municipal está sendo viabilizar veículos com melhor qualidade e ao mesmo tempo com tarifa equivalente à que é praticada hoje. “Eu posso assegurar que a chegada do ônibus elétrico não vai significar aumento de tarifa”, ressalta o prefeito. Ele acrescentou que, levando em consideração o custo total de aquisição, o veículo movido a energia elétrica é economicamente viável, pois, apesar de custar mais que um veículo movido a diesel, possui custos de operação, manutenção e de energia elétrica menores.

Com informações da Prefeitura de Salvador, Correio da Bahia e Rádio Band News FM