Ônibus do BRT Rio circula com janela quebrada após ato de vandalismo em corredor expresso

Ônibus do BRT Rio circula com janela quebrada após ato de vandalismo em corredor expresso

10 de janeiro de 2020 Off Por revistadoonibus

RIO – Mais uma vez, a ação de vandalismo segue prejudicando o transporte na cidade do Rio de Janeiro. Um vídeo que vem sendo divulgado na manhã desta sexta-feira (10), em grupos de mensagens por aplicativos e também em redes sociais, mostra que um grupo de jovens quebrou uma das janelas do ônibus articulado do BRT Rio, cujo número de ordem é E86862D, durante uma viagem em mais um dia sol muito calor na Cidade Maravilhosa.

Foto: Reprodução de TV

Os atos de vandalismo vem crescendo nos corredores TransOeste, TransCarioca e Transolímpico, comprometendo ainda mais o péssimo serviço já prestado pelas empresas de ônibus que compõe o Consórcio BRT Rio, alvo de reclamações de moradores da cidade e também de turistas que precisam utilizar o serviço.

Problemas no ar condicionado, atrasos e o péssimo estado de conservação dos ônibus, são as principais reclamações dos clientes que utilizam o serviço diariamente, como podemos ver aqui.

O coletivo seguia na linha 10 Santa Cruz x Alvorada Expresso – corredor Transoeste.

Procurado, o Consórcio BRT Rio emitiu a seguinte nota:

Essa atitude é um ato de vandalismo, que gera impactos na lotação dos veículos. Uma porta danificada pode tirar um ônibus de circulação por um dia, se for um vidro quebrado, por exemplo, ou até cinco dias, se for afetado o mecanismo. Se levarmos em consideração que um articulado carrega em média 180 pessoas e faz também em média 7 viagens por dia, são mais de 1.200 pessoas que vão lotar outros ônibus, a cada dia que esse articulado estiver na garagem em manutenção. Por isso, reforçamos a importância do zelo com o transporte coletivo. No caso mostrado do vídeo, o veículo pode ficar dois dias fora de circulação.

Acrescentamos também que nos mais de 140 países onde existem sistemas BRT, os veículos duram 20 anos. Mas, no Rio, o tempo médio é de apenas cinco anos, em função das péssimas condições das pistas e dos atos de vandalismo.

Quanto ao ar-condicionado dos articulados, ele é um equipamento essencial para uma viagem confortável aos passageiros do Rio de Janeiro e as empresas consorciadas do BRT estão sempre verificando o funcionamento nos veículos e fazendo a manutenção desse equipamento. Por isso, pedimos aos passageiros que, ao verificarem o mau funcionamento do ar condicionado, anotem o número de ordem do articulado e nos informem por meio de nossos canais de atendimento, como as redes sociais ou no Fale Ônibus. Assim, entramos em contato com as empresas para que o veículo seja verificado e levado para a manutenção. Além disso, é preciso ressaltar que portas e alçapões não devem ser vandalizados para que o ar-condicionado possa funcionar plenamente. Com portas e alçapões danificados e abertos não é possível garantir a refrigeração dos veículos. Lembramos ainda que a trepidação devido às péssimas condições da pista também afeta o equipamento.