Brasília: Passageiros aprovam mudança do terminal do entorno

Brasília: Passageiros aprovam mudança do terminal do entorno

7 de janeiro de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

BRASÍLIA – Poucas pessoas se dirigiram ao Terminal Metropolitano de Brasília (Touring) no primeiro dia útil de operação das linhas do semiurbano na Rodoviária do Plano Piloto, no domingo (5).  Quase todos já sabiam da alteração e foram, nesta nesta segunda-feira(6), direto para a Rodoviária do Plano. Questões como segurança e maior facilidade para pegar ônibus para outras localidades foram as principais vantagens apontadas pelos passageiros. A maioria aprovou a mudança de local.

Conceição de Maria da Silva, moradora de Águas Lindas, conta que vem todos os dias pela manhã para o Plano Piloto e volta à tarde. Para ela, a mudança foi importante. “No Terminal do Entorno era cheio de usuários de drogas; aqui a gente sente mais segurança, porque tem mais polícia”, conta ela. 

Ela também ressalta a travessia no sinal no Eixo (Monumental). “É muito demorada e perigosa. Agora, eu desço aqui na Rodoviária e daqui pego aqui mesmo outro ônibus para o trabalho.”

A cuidadora de idosos Érica de Andrade reforçou que se sente mais segura no local. “Aqui na Rodoviária tem vários policiais circulando o tempo todo e isso não tinha lá no Touring”, comentou.

Foto: Agência Brasília – Divulgação

Outra passageira que também aprovou a alteração foi Dejanira Ferreira. A comerciante esperou muito por essa mudança e afirmou que não gostava de atravessar a via para pegar outro ônibus. “Ainda bem que teve a mudança. Era sempre um transtorno para a gente ter que atravessar. Às vezes, dificultava mais por estar chovendo e acabava correndo risco para atravessar”.

Já Wanderléia de Oliveira, que mora em São Sebastião e trabalha em Valparaíso, não gostou da mudança e teve dificuldade de encontrar o local de embarque. “Achei meio bagunçado. Aqui (na Rodoviária) ficou mais complicado porque não comporta tantas pessoas, acho que vai ficar pior (do que no Touring)”, avalia ela.

Foto: Agência Brasília – Divulgação

Segundo técnicos da Semob, o local ainda vai passar por uma readequação, principalmente para melhorar a comunicação tanto para usuários quanto para motoristas. Desta forma, vai agilizar a operação de embarque e desembarque. 

Os ônibus que antes operavam no local eram estacionados ao longo da marquise. Como agora foi implantado o sistema de boxes em 45 graus (espinha de peixe), o local receberá nova sinalização de solo e vertical.

Para receber os ônibus do Entorno, a Semob fez a redistribuição das linhas do Distrito Federal que estavam na Plataforma D. A maioria foi para a Plataforma E, mas houve pequenas adequações também nas demais plataformas. 

Foto: Agência Brasília – Divulgação

Todas as informações estão inseridas nos totens da Rodoviária e técnicos da Secretaria e da Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT) estão colocando cartazes informativos por todo o terminal. Além disso, o usuário pode contar com informações dos funcionários das empresas e agentes da Semob e ANTT.

Para a moradora de Samambaia Norte, Sabrina Silva Araújo, há mais organização nos locais de embarque para os usuários do DF. “Antes era meio bagunçado com uma fila só. Agora, os boxes abrigam linhas separadas e fica melhor para embarcar”.

Na volta para casa, o trânsito da plataforma D ficou um pouco tumultuado devido aos balizadores que foram colocados para a criação de uma faixa de acesso aos boxes e outra para fluxo de passagem. A medida foi um teste e foi acompanhada pelo Detran, ANTT e Semob.

Foto: Agência Brasília – Divulgação

A nova operação da Rodoviária terá o acompanhamento de técnicos da Semob e de fiscais da Subsecretaria de Fiscalização, Auditoria e Controle (Sufisa) e da Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT).

A prioridade é organizar a operação com os ajustes implementados para compatibilizar o transporte semiurbano na Rodoviária do Plano. Os motoristas e cobradores estão sendo orientados e ajustes serão realizados ao longo da semana para melhoria do serviço.

Neste primeiro dia da operação, também foram realizados ajustes nos pontos de táxi, na estocagem dos ônibus, reduzindo o tempo de permanência no interior do terminal, foram ampliados os acessos às plataformas e ajustado o tempo semafórico.

Com informações da Agência Brasília