DER-RN intensificará fiscalização em transportes intermunicipais

DER-RN intensificará fiscalização em transportes intermunicipais

28 de dezembro de 2019 Off Por revistadoonibus

NATAL – A partir de janeiro de 2020, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RN) irá intensificar, a fiscalização nos transportes intermunicipais, afim de coibir irregularidades nos diversos tipos de veículos que prestam esse serviço. O principal objetivo é garantir a segurança dos usuários, agindo de forma preventiva. A operação acontecerá durante os fins de semana e contará com fiscais do órgão rodoviário agindo em parceria com equipes do Comando de Polícia Rodoviária Estadual (CPRE) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF).  

De acordo com Rômulo Lins, diretor de Transportes do DER-RN, a fiscalização acontecerá em dois pontos: no litoral sul, no posto da CPRE em Pium; e no litoral norte, na BR-101, na altura de Estivas, em Extremoz. Ele adianta que a fiscalização se dará aos moldes da Operação Verão, com abordagem a ônibus de linha e de turismo, vans e transportes eventuais de passageiros.

“O transporte tem que ser autorizado para poder ser realizado. Nós já temos o perfil de quem atua de forma irregular”, comenta Rômulo Lins, enfatizando que serão observados veículos muito antigos, sem vistoria realizada ou sem equipamentos obrigatórios. “É uma questão de segurança. Vamos verificar a qualidade do transporte, justamente para prevenir acidentes.”

Durante os meses de outubro e novembro, o DER-RN realizou uma série de reuniões com representantes de empresas de ônibus intermunicipais, afim de solucionar antigas pendências e atender demandas dos usuários e do Ministério Público, visando a melhoria no atendimento. A cada semana, duas empresas eram convidadas a conversar e encontrar solução para os problemas detectados.

De acordo com o diretor de Transportes do DER-RN, as pendências eram relativas basicamente à qualidade do serviço prestado pelas empresas. As reclamações mais frequentes: lotação excessiva, não cumprimento de horários, veículos quebrados, não itinerários alterados, vistorias em atraso, questões de acessibilidade, gratuidades rejeitadas, débitos junto ao Departamento de Estradas de Rodagem.

Com informações do DER-RN