Governo da Argentina congela preços da passagem de ônibus, trens e energia por 6 meses

Governo da Argentina congela preços da passagem de ônibus, trens e energia por 6 meses

27 de dezembro de 2019 Off Por revistadoonibus

BUENOS AIRES – O governo peronista de Alberto Fernández, sancionou uma Lei batizada de Lei da Solidariedade Social Argentina e Reativação Produtiva, que foi aprovada no Senado na última semana. A lei entrou em vigor nesta quinta-feira (26), visando congelar o valor da tarifa de ônibus, trens e da energia elétrica por seis meses.

A nova lei pretende com isso deixar o setor de transporte e energia elétrica sem aumento e com isso, tentar movimentar a economia. Vale lembrar que o congelamento do preço dos serviço público, não contempla categorias específicas como ex-presidentes, juízes, promotores e diplomatas.

Além da lei da Solidariedade Social, o governo argentino informou que estará oferecendo um Bônus de 5 mil pesos, cerca de R$ 340, nos meses de dezembro e janeiro, para todos os aposentados que recebem até um salário mínimo.

A lei estabelece uma tarifa de 30% para aquisição de dólares, de compras feitas no exterior e aumenta os impostos sobre bens pessoais.

A Argentina atravessa uma profunda crise econômica e social legada pelo governo neoliberal de Maurício Macri. Atualmente, a pobreza atinge mais de 30% da população do país.

Com informações de Agências Internacionais