MS: Viação São Luiz segue suspensa pela Agepan até 4 de janeiro de 2020

MS: Viação São Luiz segue suspensa pela Agepan até 4 de janeiro de 2020

14 de dezembro de 2019 Off Por Redação Revista do Ônibus

CAMPO GRANDE – A Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan) decidiu manter por ao menos mais 25 dias a suspensão temporária das operações da Viação São Luiz em quatro linhas intermunicipais.  As autorizações para as empresas que estão realizando o atendimento foram prorrogadas até 4 de janeiro de 2020.

Foto: Agepan – Divulgação

Nesta terça-feira (10) terminou o prazo inicialmente estabelecido de suspensão para verificação das condições operacionais da empresa titular, e a Agência constatou que ainda não há condição de retomada do serviço com a eficiência necessária.

Os usuários da linha 030, Três Lagoas – Campo Grande continuam sendo atendidos pela Viatur; e quem utiliza as linhas 057, Três Lagoas – Costa Rica; 089, Campo Grande – Aparecida do Taboado; e 146, Costa Rica – Campo Grande (via Chapadão do Sul) têm a garantia do serviço por meio da Expresso Itamarati.

Foto: Agepan – Divulgação

Conforme a notificação expedida pela Agência Reguladora no dia 2 de dezembro, a suspensão da empresa originalmente responsável pelas linhas leva em conta a necessidade de garantia aos usuários do transporte rodoviário intermunicipal de um serviço com pontualidade e em condições de segurança, higiene e conforto, do início ao término da viagem. A empresa, comprovadamente, não tem executado os serviços em conformidade com os padrões e programas operacionais estabelecidos, como apontam dois processos administrativos instaurados em 2018 e 2019 para monitoramento e fiscalização.

Em reavaliação técnica concluída nesta terça-feira, a Diretoria de Transportes identificou que a concessionária ainda não demonstra condições de retomar e normalizar o atendimento. A suspensão para avaliação foi, então, mantida e a autorização à Viatur e Expresso Itamarati prorrogada até 4 de janeiro de 2020.

Confira mais noticias sobre a crise na Viação São Luiz

Com informações da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan)