RJ: Viação Sul Fluminense demite 250 funcionários diz sindicato

RJ: Viação Sul Fluminense demite 250 funcionários diz sindicato

5 de dezembro de 2019 Off Por revistadoonibus

VOLTA REDONDA – De acordo com o presidente do Sindicato dos Rodoviários de Volta Redonda, José Gama, conhecido também como Zequinha, a Viação Sul Fluminense vem demitindo dezenas de funcionários nos últimos dias. Ainda de acordo com o sindicalista, o número pode ter passado de 250. Zequinha, porém, não confirmou e nem desmentiu a informação.

Ainda de acordo com Zequinha, o interventor que vem atuando na empresa, a garagem da Viação Sul Fluminense, estaria com um quadro de funcionários mais de duas vezes o número necessário.

“Ele (interventor) disse que as demissões eram uma questão de sobrevivência para a empresa”, afirmou Zequinha.

As demissões na empresa, grande parte teria ocorrido através do Plano de Demissão Voluntário – PDV, quando o funcionário afirma o interesse em se desligar da empresa, em troca de algumas vantagens.

De acordo com o portal Foco Regional, a Viação Fluminense segue pagando todo os direitos trabalhistas, exceto a multa de 40% do valor do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, o FGTS, que precisa ainda ser equacionado.

Linhas urbanas

Nos próximos dias, as 26 linhas municipais e suas cinco extensões que a Viação Sul Fluminense opera, podem estar ser retiradas de circulação na cidade, já que o prefeito Samuca decalrou a caducidade das linhas em maio e busca desde então, realizar uma licitação para substituir a Viação Sul Fluminense na cidade, alvo de centenas de reclamações dos moradores.

A Prefeitura de Volta Redonda marcou para a próxima sexta-feira (6), a abertura das propostas das empresas que atenderam ao chamado público já realizado pelo governo municipal.

Para evitar o processo de licitação, a Viação Sul Fluminense e mais duas outras empresas entraram com recurso no Tribunal de Contas do Estado – TCE, solicitando a suspensão da escolha da nova empresa que poderá assumir as linhas, de forma emergencial. O TCE, porém, havia negado um pedido neste sentido, e até a tarde desta quinta-feira (5), ainda não se manifestou sobre o assunto.

Linhas Intermunicipais

Em meio a crise nas linhas municipais, a empresa segue operando as linhas intermunicipais ligando os municípios de Volta Redonda e Barra Mansa, não comprometendo com isso, a operação nos trechos intermunicipais.

Com informações da Prefeitura de Volta Redonda, Sindicato dos Rodoviários e Diário do Vale