ES: Cachoeiro de Itapemirim vai testar ar-condicionado em 10% da frota de ônibus

ES: Cachoeiro de Itapemirim vai testar ar-condicionado em 10% da frota de ônibus

4 de dezembro de 2019 0 Por revistadoonibus

CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM – A partir de segunda-feira (9), dez linhas do transporte coletivo de Cachoeiro vão operar com ônibus com ar-condicionado, em caráter experimental, sem alteração no valor da tarifa.

De acordo com a Agersa, agência municipal que regula o serviço, a previsão é disponibilizar um carro refrigerado, diariamente, para cada uma das seguintes linhas:

020 – Alto Bela Vista x Centro;
050 – Alto Zumbi x Centro;
044 – Village da Luz x Centro;
070 – Gilson Carone via Alto Coramara x Valão x Centro;
042-Rubem Braga x Centro;
011-Alto União via Rodoviária x Centro;
016 – Monte Belo via Baiminas x Centro;
021 – Coronel Borges x Centro;
030 – Nossa Senhora da Penha x Centro e
077-Rui Pinto Bandeira x Centro, com extensão até a Rodoviária.

A indicação das linhas foi feita pela Prefeitura de Cachoeiro, concedente do serviço. “Será a primeira vez que teremos ônibus com ar-condicionado em linhas convencionais, ou seja, sem cobrança de tarifa diferenciada. É uma reivindicação antiga dos cachoeirenses, que estamos buscando atender para garantir mais conforto aos usuários do serviço”, destaca o prefeito Victor Coelho, que avalia a novidade como um marco para o município.

Ainda de acordo com o prefeito, está sendo possível propor essa melhoria no transporte coletivo municipal graças ao aprimoramento dos controles dos custos do serviço, ao equilíbrio contratual viabilizado pelo subsídio tarifário e aos novos veículos que passaram a integrar a frota neste ano, fruto de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), firmado entre Agersa, Prefeitura e a concessionária do serviço.

“É uma medida que integra um conjunto de avanços para o sistema de transporte, do qual também faz parte a implantação de novos abrigos para passageiros, que está em fase de licitação”, acrescenta.

Na fase de testes, que terá início em uma época de calor intenso na cidade, serão monitorados os custos da operação com os ônibus refrigerados e a utilização desses carros pelos moradores das regiões contempladas.

“Vamos acompanhar os resultados para avaliar a viabilidade de manutenção e expansão desse recurso no sistema. E, claro, também consultaremos os usuários dessas linhas sobre o que estão achando. Como se trata de uma fase experimental, ajustes operacionais e testes em outras linhas poderão ser feitos”, explica o presidente da Agersa, Vanderley Teodoro de Souza.

Com informações da Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim