Grande Vitória teve manhã complicada no trânsito por conta da chuva desta sexta-feira

Grande Vitória teve manhã complicada no trânsito por conta da chuva desta sexta-feira

22 de novembro de 2019 Off Por revistadoonibus

VITÓRIA E SERRA – Ao menos 12 município da Grande Vitória, seguem em estado de alerta, por conta a intensa chuva que atingiu a região durante a madrugada e o dia desta sexta-feira (22). Somente na Serra, que até as 8h registrava um acumulado de chuvas de 66.84 milímetros, o volume passou para 146.15 milímetros até às 11h. Ao todo, 12 municípios se mantém em estado de alerta.

Foto: Reprodução de TV

As informações são do último boletim divulgado pela Defesa Civil Estadual. Vitória foi a segunda cidade onde mais choveu no Estado. Em apenas três horas, o acumulado de chuvas passou de 50.18 milímetros para 84.37 milímetros.

Já em Vila Velha, a quantidade passou de 45.14 milímetros para 76.01 milímetros. Cariacica, onde choveu 51.62 milímetros, foi a única cidade em que a quantidade de chuvas se manteve estável.

Com as ruas alagadas, muitos ônibus urbanos e até mesmo rodoviários, tiveram atrasos em viagens, devido aos locais com alagamentos.

De acordo com a Companhia Estadual de Transportes Coletivos de Passageiros do Estado do Espírito Santo – Ceturb-ES, todas as linhas estão circulando, mas algumas estão com atraso ou fazendo desvio na rota, por conta dos alagamentos. 

Foto: Reprodução de TV

Pessoas fora de casa

Mais de 700 pessoas permanecem fora de suas casas em função dos riscos de desabamento e deslizamento. São 660 desalojados, que se abrigam nas casas de amigos e familiares, e outros 111 desabrigados, que estão alocados em abrigos das prefeituras.

Somente o município de Santa Leopoldina, que decretou estado de calamidade pública, 333 pessoas estão desalojadas no momento e outras 65, desabrigadas.

Em entrevista ao Bom dia Espírito Santo na manhã desta sexta-feira, o coronel Wagner Borges, do Corpo de Bombeiros, pontuou que a situação ainda é de alerta para a Defesa Civil.

“Estamos ainda em prontidão para todo o Estado do es porque nos últimos dias choveu bastante, o solo ficou bastante encharcado. Qualquer quantidade de chuva que caia pode ser um gatilho para o desprendimento de um bloco rochoso, um deslizamento de terra em uma residência”, explicou.

Segundo ele, nesta manhã cães foram redistribuídos em áreas de risco para que os trabalhos da defesa Civil e do Corpo de Bombeiros possam ser mais ágeis caso haja necessidade.

Com informações do Governo do Estado do Espírito Santo e Tv Gazeta