Rio: Ex-prefeito Eduardo Paes é alvo de irregularidades na licitação de linhas de ônibus

Rio: Ex-prefeito Eduardo Paes é alvo de irregularidades na licitação de linhas de ônibus

12 de novembro de 2019 Off Por revistadoonibus

RIO – O ex-prefeito do Rio, Eduardo Paes, está sendo processado em uma ação na Justiça, feita pelo Ministério Público, assim como o Sindicato Rio Ônibus e também os quatro consórcios de ônibus do município.

Em denúncia, o Ministério Público do Rio, aponta diversas irregularidades durante o processo na licitação das linhas de ônibus da cidade, que ocorreu na gestão de Eduardo Paes.

Entre os pedidos está a suspensão dos direitos políticos de Paes por 10 anos e o pagamento de multa civil.

Na ação, o MP também pede a perda dos valores acrescidos ilegalmente pelos consórcios e o ressarcimento de mais de R$ 500 milhões, pelo custo em dobro da gratuidade no transporte.

De acordo com o inquérito, mais de 240 milhões dos valores da gratuidade foram desviados do orçamento da educação, para o Sindicato Rio Ônibus e os consórcios.

Após os pagamentos, a inclusão ilegal de uma tarifa adicional para custear o benefício teria gerado mais R$ 271 milhões para os empresários, em razão do percentual adicionado à tarifa entre 2015 e 2016.

Como ainda não foi citado oficialmente, o consórcio Rio Ônibus não comentou o assunto. Já o ex-prefeito diz que a concorrência atendeu a todos os preceitos da Lei de Licitações, e atribui o novo processo ao relatório alternativo da CPI dos Ônibus, encaminhado pelo vereador Tarcísio Motta (PSOL) ao Ministério Público. Paes disponibiliza seus contra-argumentos neste link.

Com informações do Ministério Público do Rio, Band News Fm e Tribunal de Justiça do Rio