ônibus Blog da Redação Cidades Fim de Ano Rio Terminais Trânsito Viajando de Ônibus violência

RJ: Traficantes impedem a circulação de ônibus em São Gonçalo

SÃO GONÇALO – Não bastasse o intenso clima de guerra com diversos relatos de tiroteios no Rio de Janeiro e em diversas cidades da Região Metropolitana, moradores da comunidade da Praia da Luz, no município de São Gonçalo, seguem sem o transporte municipal de ônibus, por conta da violência na região.

De acordo com o Sindicato dos Rodoviários de Niterói a Arraial do Cabo – Sintronac, traficantes estão impedindo e com ameaças, a circulação dos ônibus da Viação Galo Branco na linha 39 — Porto Marambaia x São Gonçalo. A entidade, inclusive já encaminhou oficial na tarde desta quinta-feira (7), ao 7º BPM – São Gonçalo e também para a Secretaria de Segurança do Estado, solicitando reforço no patrulhamento na região da Praia da Luz.

Na comunidade, cerca de 15 mil pessoas utilizam o transporte coletivos dos ônibus, entre passageiros, estudantes e idosos, como informa o sindicato. Segundo os funcionários da empresa que preferem não se identificar, os traficantes da região, estão retirando o ponto de ônibus, além de ameaçar os rodoviários, desfilando na comunidade fortemente armados.

“Enviamos o ofício e, se nenhuma providência for tomada até semana que vem, vamos paralisar as atividades da linha 39 por tempo indeterminado. Sabemos que isso prejudica a população, mas os rodoviários não podem ser ameaçados e correr risco de vida na mão de quadrilhas fortemente armadas e dispostas a tudo para impor seu controle na comunidade”, afirma o presidente do Sintronac, Rubens dos Santos Oliveira.

Os bandidos, segundo as testemunhas agem durante o dia e com violência, obrigando os rodoviários a não entrarem na localidade.

A comunidade da Praia da Luz, está localizada no bairro de Itaoca, em São Gonçalo, e costuma receber eventos religiosos, principalmente pela histórica capela de Nossa Senhora da Luz, datada do século XVII.

A Polícia Militar informou que policiamento já foi intensificado na referida região e que está fazendo também levantamentos para identificar quem está intimidando os rodoviários e passageiros.   

Com informações da Polícia Militar e do Sintronac