ônibus Blog da Redação Brasil Cidades Fim de Ano Internacional Rio Trânsito Turismo Viajando de Ônibus

Final da Libertadores entre Flamengo e River Plate será em Lima no Peru

ASSUNÇÃO – Para os brasileiros flamenguista, a mudança da final da Copa Libertadores de Santiago, no Chile para a cidade de Lima no Peru, será prejudicial, para os que já adquiriram ingressos, passagens aéreas ou rodoviárias e até mesmo hospedagens.

Uma reunião na tarde desta terça-feira, com os dirigentes dos clubes e das federações argentina, brasileira e chile, além da participação da diretoria da Confederação Sul-Americana de Futebol – Conmebol, ficou decidido que a final da Copa Libertadores entre o Flamengo e o River Plate, será no dia 23 de novembro em Lima, como informou o vice-presidente de futebol do clube rubro-negro, a cidade escolhida foi Lima, no Peru.

A reunião começou às 14h30 desta terça-feira, 5, e durou seis horas. Logo após um breve intervalo, os dirigentes decidiram levar a final para o Estádio Monumental de Lima, no mesmo dia marcado previamente. O local tem quase o dobro da capacidade do Estádio Nacional do Chile: 80 mil lugares. Isso permite que a Conmebol comercialize mais ingressos para os torcedores das duas equipes, o que agrada às diretorias de Flamengo e River Plate.

Foto: reprodução de TV

O quadro de violência e dos protestos que vem ocorrendo no Chile desde 18 de outubro, pesou na hora de decidir em manter o evento no país.

As agências de turismo trabalham para transferir voos, e reembolsar passageiros que já tinham pago pela viajem, nos casos em que é possível realizar o reembolso.

Com a mudança de país, ainda não se sabe, se grupos da torcida do Flamengo irão fretar ônibus saído do Rio de Janeiro e de São Paulo com destino a capital Lima.

Nas duas capitais, há uma linha de ônibus que liga até a capital de Lima, no Peru, feita pela Expresso Ormeño.

A rota Rio de Janeiro para Lima é a mais longa do mundo

Fazendo o passeio completo pela Transoceânica, como a rota de ônibus é chamada, são 5.800 quilômetros de estrada e o tempo estimado é de 96 horas, o equivalente a mais de quatro dias inteiros.

A primeira parada ocorre seis horas depois na cidade de Maracai, na Rodovia Raposo Tavares, próximo de Ourinhos (SP), às 14 horas, para reabastecimento e almoço. A segunda pausa acontece em Cáceres (MT), no início da madrugada, para o jantar ou lanche e banho. Depois um longo tempo de viagem pelas planícies, a nova parada acontece em Pontes e Lacerda às 14 horas, para almoço e reabastecimento. Então, a próxima parada será às 7h da manhã do terceiro dia de viagem, na localidade de Nova Califórnia, divisa de Rondônia com o Acre.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.