ônibus Blog da Redação Cidades Fim de Ano Fiscalização Paraná Sul Terminais Trânsito Viajando de Ônibus

Sindicato dos rodoviários de Blumenau diz que ônibus irão circular na segunda (4)

BLUMENAU – O Sindicato dos motoristas e cobradores de ônibus de Blumenau – Sindetranscol, informou que o transporte coletivo irá funcionar normalmente em Blumenau, nesta segunda-feira (4), mesmo com ameaça de paralisação dos rodoviários e duas assembléia agendadas para essa data.

Moradores de Blumenau sofreram com atrasos na última quinta-feira (31), após os rodoviários da Blumob, cruzar os braços entre 3h30min até às 6h da manhã. O protesto dos motoristas e cobradores, pegou todos de surpresa.

No dia, o sindicato informou que a ação do protesto foi motivado pela falta de negociação por parte dos patrões. A Blumob rebateu e chegou a emitir uma nota oficial, que pode ser vista abaixo.

Nesta quinta-feira, 31 de outubro, sem qualquer comunicação prévia, desrespeitando milhares de usuários e a legislação, o Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Coletivo promoveu greve, paralisando integralmente o sistema de transporte coletivo de Blumenau desde as 3h. Toda a estrutura pronta para prestação dos serviços foi bloqueada nos terminais e garagem.

A convenção coletiva da categoria encontra-se plenamente respeitada e ainda em vigor. Reuniões foram realizadas nos últimos dias e a negociação salarial encontra-se em andamento, inclusive com propostas em mesa e tentativa de novas rodadas na próxima semana, sem qualquer necessidade de promover prejuízos à sociedade como ocorreu.

O sindicato reivindica aumento real de 5%, além da reposição pela inflação, o que resultaria em quase 8% de reajuste salarial. Além disto, aumento de 10% no vale alimentação mensal (R$ 880,00), alteração da data base e mudança na nomenclatura dos cobradores. Solicita ainda revisão de dezenas de cláusulas da convenção coletiva.

Cientes de que todo o custeio da tarifa recai sobre o passageiro pagante e que só o reajuste salarial proposto impactaria a tarifa em aproximados 22 centavos, sem contar ainda demais pontos solicitados, evidente a necessidade de discussão do tema com responsabilidade e razoabilidade.

Nos últimos anos foram concedidos aumentos corrigidos pela inflação, além de avanços em benefícios. Os salários também tiveram reajuste real de 1% anualmente, conforme consta da convenção coletiva, ou seja, sempre com aumento real e em condições mais privilegiadas que a grande parte das categorias.

A proposta da empresa foi de renovar todos os termos da convenção coletiva, reajustando salários e benefícios pela inflação de 12 meses, aguardando índice do INPC de outubro, como é praxe. Proposta alternativa para avanço em outros pontos foi colocada em mesa e em ata, permitindo assim que pontos sejam negociados entre as partes.

A empresa confia na via negocial, disposta a continuar discutindo os temas, sem prejuízos à cidade e aos funcionários. As medidas judiciais serão tomadas considerando a ilegalidade da greve. 

Foto: Reprodução de TV

O líder sindical Pradelino Moreira da Silva, há chances de a categoria confirmar o estado de greve, após as assembleias agendadas para a próxima segunda-feira (3). O sindicato pede reajuste de 5% nos salários e de 10% no vale alimentação.

TRT determina ao menos 90% da operação

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT 12) concedeu uma liminar à Blumob determinando que o Sindetranscol não faça greves ou paralisações totais dos serviços de transporte coletivo em Blumenau. A decisão aponta ainda que haja, no mínimo, 90% da operação, para não prejudicar passageiros.

O entendimento é de que o serviço de transporte com ônibus no perímetro urbano é essencial e qualquer interrupção afeta a população. Em caso de descumprimento, o TRT 12 fixou uma multa de R$ 100 mil por dia.

Com informações do Tribunal Regional do Trabalho e NSC TV

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.