ônibus Blog da Redação Cidades Fim de Ano Pedágio Rio Trânsito Viajando de Ônibus

Rio: Manifestação na Linha Amarela pede o fim da cobrança de pedágio

RIO – A manhã deste sábado (2), foi complicada para quem precisava utilizar a Linha Amarela, principal Via Expressa que liga a região da Zona oeste até a Zona norte do Rio de Janeiro, após moradores e motoristas que usam a via, realizarem uma manifestação na praça de pedágio.

Ao menos, quatro faixas da via no sentido Centro foram ocupadas pelos manifestantes por volta das 9h50. Ao menos durante uma hora, motoristas que seguiam no sentido Barra da Tijuca, não pagaram o pedágio.

Nas redes sociais, é possível encontrar diversas publicações sobre o ato que é contra da tarifa do pedágio. Devido a manifestação, o tráfego ficou lento em diversos pontos da via expressa.

Ao longo da manifestação, as cancelas acabaram sendo liberadas, o que causou comoção entre os manifestantes.

A Lamsa, que é a concessionária responsável pela Via expressa, disse em nota que “respeita toda e qualquer manifestação pública e ordeira, mas foi vítima de vandalismo e ação violenta comandada pelo prefeito Marcelo Crivella e não hesitará, como tem feito, em buscar na Justiça e nos órgãos de segurança proteção para o patrimônio público que administra”.

A nota diz ainda que “para garantir a segurança viária, dos usuários da Linha Amarela e dos seus funcionários, a Lamsa acionou o Batalhão de Vias Especiais da Polícia Militar para evitar que novos atos de violência possam colocar colaboradores e usuários em risco ou tumultuar a operação da via”.

Justiça proíbe que prefeitura reassuma Linha Amarela

Em mais um capítulo da disputa entre concessionária e município, a Lamsa conseguiu na Justiça, no início da noite desta sexta-feira (1º), uma liminar que proíbe a prefeitura do Rio de cancelar a concessão e reassumir o controle da via expressa – uma das mais importantes do Rio.

Foto: Reprodução de TV

A decisão ocorreu no dia que o pedágio voltou a ser cobrado – só no sentido Barra – e que vereadores votaram, em primeira discussão, a favor do projeto de lei que permite que a prefeitura encampar a Linha Amarela. Uma nova discussão está prevista para terça-feira (5).

Com informações da Lamsa, Tribunal de Justiça do Rio e Tv Globo