ônibus Blog da Redação Cidades Justiça Rio Terminais Trânsito Turismo Viajando de Ônibus

Linha Maricá x São Paulo da 1001 pode ser cancelada pelo Ministério Público, após denúncia

MARICÁ – Mesmo antes de iniciar a operação na nova linha interestadual Maricá x São Paulo e São Paulo x Maricá, que já noticiamos aqui, a Auto Viação 1001, virou alvo de denúncia e pode ter sua mais nova linha suspensa em breve. Na última quinta-feira (24), o Ministério Público Estadual do Rio – MP-RJ, abriu um processo para apurar junto a Auto Viação 1001, depois de receber uma denúncia sobre um possível favorecimento na criação da linha, como informa o LSM Notícias.

A denúncia teria sido feita por um morador de Maricá. Os procuradores, deverão investigar se há ligação e favorecimento da empresa com o governo municipal.

De acordo com o portal de notícia de Maricá, o morador teria feito um levantamento sobre a legalidade da criação da nova linha de ônibus, e como não teria encontrado fundamento legal para a exploração da concessão, resolveu fazer a denúncia.

Ainda de acordo com o morador, identificado como Marcelo Cerqueira de Almeida, a empresa é famosa em ter vários favorecimentos de padrinhos do poder político em troca de doações em campanhas eleitorais. Porém, nenhuma prova concreta sobre essa denúncia contra a empresa de ônibus, foi mostrada na publicação local.

Na denúncia, Marcelo relata que a Fetranspor (Federação da Empresas de Ônibus do Estado do Rio de Janeiro) vem sendo contaminada pelas influências que os empresários exercem nos governos federal, estadual e municipais.

“Os acordos sempre foram feitos, em troca de benefícios, para os empresários, que doavam nas campanhas eleitorais, que em sua maioria, quem sai perdendo é a população. São tratos, que são feitos, alheios, a coisa pública, as técnicas de transporte, ao respeito a população, sempre promovidos, pelos nossos governantes, que são detentores de excelentes relações, com os empresários, volto a armar, que custeiam suas campanhas eleitorais, antes oficializado pelo TSE.” Citou o morador no documento.

Em sua denúncia, o cidadão pede ao Ministério Público que apure sobre a implantação da nova linha e que a Agencia Nacional de Transporte Terrestre (ANTT) se pronuncie sobre o caso denunciado.

A linha segue com data prevista para inciar a operação no próximo dia 30 de outubro. A Auto Viação 1001, ainda não se manifestou sobre a denúncia de Maricá.