ônibus Blog da Redação Cidades Fiscalização Nordeste Pernambuco Terminais Trânsito Viajando de Ônibus violência

PM amplia atuação no BRT do Recife e Região Metropolitana

RECIFE – Para combater os intensos assaltos e depredações nas estações do sistema do BRT do Recife e Região Metropolitana, a Secretaria de Defesa Social – SDS, vem há uma semana ampliando o serviço de patrulhamento e vigilância com policiais militares nos corredores Norte-Sul que liga o recife até Igarassu, e Leste-Oeste, que liga o Recife até a cidade de Camaragibe, na Região Metropolitana.

Em maio passado, o governo do Estado, cancelou o contrato com uma empresa de segurança privada que era responsável pela vigilância patrimonial das 42 estações do BRT, afim de economizar R$ 650 mil mensalmente, passando substituir a vigilância com agentes da PM.

Foto: Djair Pedro – Divulgação Secretaria de Defesa Social – SDS

O policiamento faz parte de um convênio firmado na semana passada entre o Grande Recife Consórcio de Transportes (GRCT), a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh), o Conorte (consórcio que opera o Corredor Norte-Sul), a Mobibrasil (que opera o Leste-Oeste) e a Secretaria de Defesa Social (SDS).

O número de PMs disponibilizados não foi informado pelo comando da segurança estadual, mas o convênio prevê um investimento diário de R$ 17 mil, o que equivale a aproximadamente R$ 527 mil por mês e permite ofertar mais de 80 policiais por dia, entre praças e oficiais. Desse total, R$ 377 mil são bancados pelo Estado, R$ 100 mil pelo Conorte e R$ 50 mil pela Mobibrasil. Nesta terça-feira (15/10), a reportagem circulou pelo Corredor Norte-Sul e encontrou PMs em pelos menos duas estações.

Foto: Djair Pedro – Divulgação Secretaria de Defesa Social – SDS

Os militares que estão atuando no policiamento preventivo e repressivo fazem parte do Programa de Jornadas Extras (PJEs) da SDS. Nele, os praças recebem R$ 200 por 12 horas de trabalho e, os oficiais, R$ 300 pelo mesmo turno.

“Nossa parceria com o Consórcio de Transporte já é antiga, vem desde 2017, com bons resultados na Força-Tarefa Coletivos. Quando vimos o que estava acontecendo com as estações, decidimos ampliar nossa parceria, agora focada nos dois corredores de BRT. É claro que, com a presença dos policiais, todos os passageiros e trabalhadores do sistema, assim como a população do entorno, é beneficiada”, explicou o secretário executivo de Defesa Social, Humberto Freire.