Aparecida: Voluntários criam corredor solidário na Via Dutra para atender peregrinos

Aparecida: Voluntários criam corredor solidário na Via Dutra para atender peregrinos

8 de outubro de 2019 Off Por revistadoonibus

APARECIDA – Com a chegada da festa de Nossa Aparecida, muitos romeiros, seguem movidos pela fé em uma peregrinação pela Rodovia Presidente Dutra, com o destino ao Santuário Nacional de Aparecida. O trajeto dos romeiros é sem dúvidas, um momento de superação.

Diariamente centenas de romeiros devotos de Nossa Senhora Aparecida, seguem caminhando por longas jornadas pela Via Dutra antes de chegarem ao Santuário de Aparecida.

Grupo de apoio ao Peregrino faz curativos em romeiros que se machucam pelo caminho, os mais graves são levados ao hospital — Foto: Divulgação/ Ponto de Apoio ao Peregrino

Para ajudar sesses romeiros, inúmeros voluntários seguem formando um corredor solidário ao longo de boa parte da rodovia, dando suporte, oferecendo nas margens da rodovia, cuidados médicos e alimentação aos peregrinos.

O grupo Unidos pela Fé, estrou sua tenda de atendimento na sexta-feira (4). A equipe de voluntários se reuniu há 5 anos pela primeira vez, e desde então, seguem dando apoio aos romeiro que passam pela cidade de Taubaté, e que seguem rumo a Aparecida.

O grupo é uma iniciativa da voluntária Marilda Matos, de 47 anos, que na época conheceu uma romeira e ficou sensibilizada.

Equipe de enfermagem ficam na Dutra para atender os romeiros — Foto: Divulgação/ Unidos pela Fé

Ela convidou outras cinco pessoas que, juntas, começaram a distribuir água e a fazer massagem nos romeiros. Hoje o grupo tem 150 voluntários diretos – que atuam na tenda de atendimento – além de 2 mil indiretos que ajudam durante o ano com doações.

“Para mim é algo muito satisfatório, um sonho realizado. Você se doa para ajudar as pessoas que chegam com sede, machucadas. Só agradeço a Deus pela oportunidade e peço para que me dê saúde, seriedade e transparência para a gente continuar por muito e muito anos com esse trabalho”, disse Marilda em entrevista a TV Vanguarda.

O trabalho dos voluntários disponibiliza aos romeiros, de graça, alimentação, massagem, curativos e momento de descanso por 24 horas por dia, durante 10 dias. Em 2018, segundo a organizadora, eles chegaram a atender 3 mil pessoas atendidas em um dia.

Voluntária desde que o grupo foi formado, a enfermeira Paula dos Santos, de 46 anos, reflete que o dia 12 de outubro – Dia da Padroeira – é importante para ela porque, além de ser devota de Nossa Senhora Aparecida, é o dia que celebra o próprio aniversário.

“O apoio aos romeiros é a minha forma de agradecimento a todas as bênçãos que Nossa Senhora me oferece durante o ano. Eu sempre falo: se quiser passar meu aniversário comigo é na Dutra fazendo massagem nos romeiros”, disse.

Caçapava

Em Caçapava (SP) a Paróquia Nossa Senhora da Boa Esperança também tem um grupo de apoio aos romeiros há três anos. Atualmente, cerca de 60 voluntários, entre fisioterapeutas, enfermeiros, farmacêuticos e estudantes trabalham para ajudar os romeiros que passam pela rodovia.

Foto: Divulgação

O grupo começa a atender no próximo domingo (8) até o feriado. Para o organizador Maicon Rodrigo o apoio é uma prática cristã.

“Ajudar os romeiros é na verdade também evangelizar. Um dos princípios da prática cristã é a capacidade de acolher o peregrino, acolher os romeiros e acolher a história de vida de um ser humano que coloca o sacrifício para elevar a Deus e à devoção à Nossa Senhora, a sua gratidão por uma graça alcançada ou até mesmo um pedido, um proposito para ser alcançado”, disse o organizador.

Com informações a CCR Nova Dutra e TV Vanguarda

Confira a cobertura completa do Especial Aparecida 2019