SP: Operações orientam romeiros que seguem para Aparecida a pé na Via Dutra

SP: Operações orientam romeiros que seguem para Aparecida a pé na Via Dutra

7 de outubro de 2019 Off Por revistadoonibus

APARECIDA – Há algumas semana, vem sendo comum, encontrar grupos de romeiros caminhando nos acostamentos da Rodovia Presidente Dutra, indo em direção ao Santuário Nacional de Aparecida. Com a chegada do feriado de Nossa Senhora Aparecida – 12 de outubro, vai se intensificando as caminhadas na rodovia.

Anúncios

No último dia 28 de setembro, um jovem romeiro que caminhava com mais dois amigos no acostamento da rodovia, acabou morrendo, depois que foi atropelado por um ônibus da Banda Rosa de Saron, como informamos aqui.

De acordo com a Concessionária CCR Nova Dutra, apenas no último fim de semana de setembro, 3.190 peregrinos andavam em direção à Basílica de Aparecida, localizada no Vale do Paraíba, no interior do Estado de São Paulo. A contagem dos romeiros é realizada pela equipe operacional da CCR NovaDutra, concessionária que administra a rodovia, durante a passagem pelas cidades de Pindamonhangaba (SP), no km 87, e Itatiaia (RJ), no km 318.

Foto: Reprodução de Rede Social

Em 2018, mais de 20 mil romeiros passaram pela rodovia com destino à Aparecida, entre a segunda quinzena de setembro até a segunda quinzena de novembro, período de maior movimento de romarias a pé.

Anúncios

A CCR NovaDutra está intensificando sua campanha de orientação a peregrinos e motoristas que trafegam pela Dutra em direção a Aparecida. A campanha tem foco nas orientações de segurança aos grupos de romeiros e usuários da rodovia, além de reforçar sobre os riscos de romarias a pé pelo acostamento e também orienta sobre a utilização de um caminho mais seguro para esta manifestação de fé: a Rota da Luz SP.

Nesta semana, serão realizadas novas ações pela concessionária, como a instalação de faixas indicando os acessos à Rota da Luz aos romeiros que ainda insistem em caminhar pela via Dutra. Também serão distribuídos folhetos aos motoristas alertando sobre a presença de romeiros caminhando pelo acostamento. A CCR NovaDutra não recomenda este tipo de manifestação de fé, em função do risco que representa para os peregrinos que utilizam o acostamento para caminhar.

Com informações da CCR Nova Dutra e Polícia Rodoviária Federal