ônibus Blog da Redação Cidades Fiscalização Mercado Minas Gerais Terminais Trânsito Viajando de Ônibus

Prefeitura de BH aplica mais 11 mil multas por falta de cobrador

BELO HORIZONTE – A Empresa de Transporte e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) informou, nesta quarta-feira (2), que aplicou, entre janeiro e setembro de 2019, 11.771 autuações por ônibus circulando sem cobradores na capital nos horários estipulados por lei.

Anúncios

De acordo com Sérgio Carvalho, superintendente de transporte público da autarquia, a multa que pode ser cobrada nesses casos é de R$ 668. A BHTrans não soube precisar quantas multas foram aplicadas nesse período.

As empresas de ônibus que atuam na capital contrataram 501 cobradores dentro do prazo, segundo a BHTrans. Nesta quarta-feira, agentes da autarquia estão fiscalizando as linhas em que esses agentes de bordo devem atuar.

Anúncios

“Esses 500 novos agentes de bordo que foram contratados, foi passada para a BHTrans a lista nominal de todos com as linhas onde eles foram alocados. Então, nesses próximos dias, nós estamos intensificando a fiscalização nesses pontos onde os novos agentes de bordo foram alocados, para confirmar essa contratação”, disse Sérgio Carvalho.

A contratação dos cobradores foi determinada pelo prefeito Alexandre Kalil (PSD), em 27 de agosto deste ano, durante reunião com secretários municipais, diretor-presidente da BHTrans, Célio Bouzada, e representantes do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte.

Anúncios

A ausência de cobradores nos coletivos da capital mineira é vetada entre 5h e 20h30. A proibição está na Lei Municipal 10.526 de 2012. Apesar disso, segundo uma das líderes do movimento Sem Cobrador Não Dá, Cleo Olimpio, estima-se que pelo menos 5 mil cobradores foram demitidos entre o ano passado e este ano.

“Sempre que for detectada, nas fiscalizações, a ausência do agente de bordo em horários não permitidos, as concessionárias serão autuadas”, afirmou o superintendente de transporte público da BHTrans.

Com informações da Prefeitura de Belo Horizonte e TV Globo