Últimas:
GO: Produto Químico em ônibus da Viação Motta causa mau estar em passageiros

MORRINHOS – Uma viagem a bordo do ônibus modelo Paradiso G7 1800DD equipado com chassi Mercedes-Benz da Viação Motta que saiu de Campo Grande e tinha como destino final a rodoviária de Goiânia, precisou ser interrompida na manhã desta terça-feira (1), após passageiros sentiram mal-estar. O veículo seguia com 14 passageiros a bordo.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o motorista do ônibus ao perceber que os passageiros estavam se sentindo mal, resolveu parar em um posto da unidade, localizada na BR-153 no município de Morrinhos. Os passageiros reclamavam de ardência nos olhos e tontura, depois se inalarem um produto químico, que estava sendo transportado no ônibus. A corporação não deu detalhes, de onde os produto estaria sendo transportado.

Um vídeo que circula em grupos de mensagens de aplicativos, é possível ver os passageiros da Viação Motta sendo atendidos por agentes da Concessionária que administra a rodovia.

A concessionária que administra a rodovia foi acionada para atender os passageiros, porém, todos se recusaram ser encaminhados para unidades de saúde da região. A Viação Motta, precisou disponibilizar um novo ônibus, para que todos pudessem seguir viagem.

O Corpo de Bombeiros foi acionada para tentar identificar o material do produto químico, e com isso realizar a limpeza e descontaminação do ônibus Double Deck. A Polícia Rodoviária Federal segue acompanhando o caso.

Foto: Reprodução – TV Anhanguera

“São produtos provavelmente vindos do Paraguai. São produtos estranhos que podem ter causado mal a esses 14 passageiros que seguiam de Campo Grande a Goiânia”, afirmou o inspetor Newton Morais.

Ao todo, 190 kg de produtos químicos eram transportados no ônibus. Segundo Newton, as substâncias ainda são desconhecidas e serão analisadas para identificar do que se tratam, e se realmente foram a causa da intoxicação.

“Existem notas fiscais da carga e para quem esse produto chegaria, mas dependemos muito dos especialistas para avaliarem a carga e o perigo que ela pode conter”, concluiu Newton.

O ônibus da Viação Motta que transportava os produtos ficou retido em Morrinhos.

Com informações da Polícia Rodoviária Federal, Tv Anhanguera e Corpo de Bombeiros

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: