ônibus Blog da Redação Cidades Rio Terminais Trânsito Turismo Viajando de Ônibus

Rock in Rio 2019: Ônibus primeira classe é alvo de reclamações

RIO – Já não bastasse as reclamações e protesto na tarde desta sexta-feira (27), devido a super lotação da Estação Jardim Oceânico na Barra da Tijuca, o modal Primeira Classe, conhecido como transporte com ônibus rodoviários, também vem sendo alvo de reclamações de quem seguia para o Rock in Rio deste primeiro dia de festival.

Anúncios

Nas rede sociais, a moradora de Copacabana, Milena Silva e sua filha, Beatriz, com 14 anos, que adquiriram passagem para embarcar nos ônibus rodoviários do serviço Primeira Classe às 15h40 em Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro, afim de chegara Cidade do Rock, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste da cidade, tiveram problemas.  

Com a tarifa de R$ 100, que dá direito ida e volta do Rock in Rio 2019, mãe e filha tinham a esperança de ver a apresentação do DJ Alok marcada para às 18h, no Palco Mundo, porém, os transtornos, começaramm pelo atraso do ônibus que só saiu de Copacabana às 16h20.

Anúncios

O ônibus que não tinha banheiro, precisou parar em um posto de combustível no bairro de São Conrado, para que os passageiros pudessem utilizar o banheiro, e com isso, mais um atraso de 20 minutos, que poderia ser compensado se o coletivo tivesse banheiro.

Com tudo isso, mais o engarrafamento que se formou a caminho do Rock in Rio, Alok já tinha deixado o palco antes que elas pudessem chegar. Às 19h30, as duas ainda estavam no trânsito.

— Compramos com antecedência, para evitar transtornos. Como meu marido não ia, achamos mais seguro assim. È nosso terceiro Rock in Rio. Nunca passamos por isso — desabafou Milena.

A servidora disse que pretende reclamar formalmente no site do evento, mas descartou recorrer à Justiça:

Anúncios

— Esse transtorno já foi muito demorado. Não pretendo perder mais tempo com isso. Não irei acionar o Procon.

Nas redes sociais, mais gente protestou contra a qualidade do serviço. Uma das queixas era a falta de informação e instrução dos motoristas, que desconheciam parte do percurso.

No site oficial do Rock in Rio, o bilhete era vendido com horário marcado, mas na prática os pagantes embarcaram sem ordem em vários locais.