MG: Viação São Miguel teve 19 ônibus retidos pela justiça em Uberlândia

MG: Viação São Miguel teve 19 ônibus retidos pela justiça em Uberlândia

19 de setembro de 2019 Off Por revistadoonibus

UBERLÂNDIA – Um mandato judicial acabou retirando de circulação 19 ônibus da Viação São Miguel, que é responsável por parte do transporte de passageiros de Uberlândia, nesta manhã de quinta-feira (19). A empresa opera diversas linhas dos setores Norte e Leste e do Luizote x Umuarama.

De acordo com a TV Globo, a determinação da justiça indica que os ônibus urbanos, possuem problemas com documentação e dívidas bancárias.

Anúncios

Após a operação, ônibus reservas foram colocados em operação. Como o horário de pico já havia passado, a reportagem não encontrou usuários prejudicados ou indícios de superlotação no sistema.

Em nota, a Viação São Miguel informou que imediatamente após o ocorrido realizou a readequação da frota com a operação dos carros reservas para garantir o atendimento à população e comunicou a Prefeitura de Uberlândia.

Anúncios

“A empresa, que foi surpreendida pela ação, esclarece que a negociação financeira já estava em curso e que recorreu ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais para cassar a liminar para retomada dos veículos ainda hoje”.

Por fim, reiterou que, na renovação dos contratos foram apresentadas as devidas certidões negativas que comprovam a regularidade fiscal, além das demais obrigações que foram cobradas pela Prefeitura.

Anúncios

Settran

Por sua vez, a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Settran) esclareceu que todas as linhas do transporte público seguem operando com frota suficiente para atender aos usuários.

Logo que tomou conhecimento da apreensão de ônibus da empresa São Miguel, a Settran disse que adotou imediatamente todas as atitudes para organizar o Sistema Integrado de Transporte (SIT) em parceria com as demais concessionárias, a fim de garantir o atendimento à população.

“Devido à situação, a Settran também está notificando formalmente a São Miguel para que a concessionária preste esclarecimentos sobre os fatos e para que as medidas administrativas necessárias sejam tomadas”.

Com informações do Tribunal de Justiça e TV Globo