ônibus Blog da Redação Cidades Fiscalização Justiça São Paulo Terminais Trânsito Viajando de Ônibus

São Paulo: Justiça determina que 70% da frota de ônibus circule nesta sexta-feira

SÃO PAULO – Após o anúncio da paralisação dos rodoviários marcada para esta sexta-feira (6), o Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região determinou no fim da tarde desta quinta-feira (5) que pelo menos 70% da frota de ônibus que circula na capital paulista seja mantida nos horários de pico durante a paralisação e dias subsequentes, caso a paralisação permaneça nos próximos dias.

Anúncios

O pedido foi aceito após a SPTrans ter solicitado a justiça que a paralisação fosse considerada ilegal, obrigando o Sindicato dos Rodoviários a manter os ônibus circulando na véspera de feriado na capital paulista.

A juíza Líbia da Graça Pires entendeu que a greve está de acordo com a Constituição Federal que assegura este direito aos trabalhadores, mas atendeu parcialmente ao pedido da SPTrans para que no mínimo, 70% da frota seja mantida durante os horários de pico (das 6h às 9h e das 16h às 19h). Nos demais horários, no mínimo, 50% da frota deverá permanecer operando.

Foto: Reprodução de Rede Sociais

Em caso de descumprimento, a multa diária será de R$ 100 mil. A fiscalização será feita por oficiais de justiça que acompanharão o serviço de transporte público nos terminais Terminal Bandeira, Parque Dom Pedro II, Princesa Isabel, Pinheiros, Campo Limpo, Terminal Mercado, A. E. Carvalho, Sacomã, São Miguel, Santo Amaro, Varginha, Jardim Ângela, Capelinha, Lapa, Água Espraiada, Sapopemba, Grajaú, Aricanduva, Vila Carrão e Guarapiranga.

Anúncios

Sobre o protesto

O protesto de rodoviário que ocorreu desde o período da manhã desta quinta-feira (5) na cidade de São Paulo, causou transtornos aos passageiros. A categoria reivindicam o pagamento de Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e contra a redução de frota e a garantia de postos de trabalho.

De acordo com a Polícia Militar, os rodoviários ocupam uma faixa da Avenida 23 de Maio. Na Rua Libero Badaró são cerca de 10 ônibus estacionados. Os motoristas também estacionaram os veículos na Avenida Brigadeiro Luis Antonio, no Viaduto Dona Paulista e na Rua Barão de Paranapiacaba, complicando o trânsito na região.

Com informações da SPTrans, TV Globo e Tribunal de Justiça de São Paulo