Ônibus voltam a circular em Feira de Santana após paralisação

Ônibus voltam a circular em Feira de Santana após paralisação

4 de setembro de 2019 Off Por revistadoonibus

FEIRA DE SANTANA – Os 225 ônibus urbanos que atendem o transporte coletivo de Feira de Santana, voltaram a circular nesta tarde de quarta-feira (4), por volta das 15hs. Mais cedo, o Sindicato dos Rodoviários da região, determinou que todos os coletivos fossem recolhidos, após vans estarem circulando na cidade.

Anúncios

O clima na região ficou tensa, já que as vans do Sistema de Transporte Público Alternativa Complementar. – Stipac, também pararam suas atividades. Após os ônibus terem retornado, as vans também voltaram circular na cidade.

Os rodoviários suspenderam as atividades hoje pela manhã alegando uma liminar do Tribunal de Justiça da Bahia que permite a motoristas de vans não licitados operar em dezenas de linhas, urbanas e rurais do município.

Segundo a Secretaria Municipal de Comunicação, os rodoviários temem que a permissão de que dezenas de vans operem em itinerários licitados e, portanto, com cobertura legal, resultem na instabilidade do sistema e, consequentemente, afetem o emprego dos trabalhadores.

Por orientação do prefeito Colbert Martins Filho, que se encontra em Brasília, a Secretaria de Transportes e Trânsito convocou os representantes das empresas e convidou o Sindicato dos Rodoviários para uma reunião no horário do almoço.

Foto: Divulgação Acorda Cidade

De acordo com a Secom, o encontro foi bem sucedido. O sindicalista Alberto Nery deixou a reunião para se dirigir as garagens das empresas e conversar com os profissionais, para apresentar-lhes a proposta de retomar as atividades, o que foi aceito pela classe.

O entendimento é que a Prefeitura e também as empresas estão cumprindo todas as ações possíveis para suspender os efeitos da liminar. E que manter a paralisação, além de prejudicar a população, beneficiaria a clandestinidade, que se sentiria fortalecida.

A Secom informou também que o procurador-geral do Município, Cleudson Almeida, e os advogados representantes das empresas e do Sindicato dos Rodoviários (partes interessadas no processo), estão em Salvador para tentar uma audiência com o desembargador relator da liminar. O objetivo, segundo a Secom, é sensibilizá-lo a julgar o recurso da Prefeitura, apresentado há mais de duas semanas e ainda sem definição.

Com informações da Prefeitura de Vitória da Conquista e Acorda Cidade.