Ônibus de São Paulo poderão aceitar cartão de crédito débito e também celular por aproximação para pagamento de tarifa

Ônibus de São Paulo poderão aceitar cartão de crédito débito e também celular por aproximação para pagamento de tarifa

8 de agosto de 2019 Off Por revistadoonibus

SÃO PAULO – A cidade de São Paulo pode disponibilizar em breve o pagamento da tarifa de ônibus com a utilização do cartão de débito, crédito e até pro aproximação por celular compatíveis com a tecnologia NFC, através da Google Pay e Apple Pay por exemplo.

Um estudo que vem sendo desenvolvido na metrópole, pode começar os testes ao público em breve, junto há algumas empresas de ônibus urbanos da capital como informa o site Via Trolebus. A lista das empresas que estarão operando o novo serviço, bem como as linhas que passarão oferecer a novidade, ainda não são conhecidas.

Ceará tenta implantação da tecnologia

O transporte urbano de passageiros de Fortaleza trará até o final deste ano, uma nova forma de pagar a passagem ao embarcar nos ônibus da cidade. O sistema de transporte complementar, estará disponibilizando o pagamento da tarifa com cartões de crédito, débito, com programas de milhares e até Bitcoin.

A Cooperativa dos Transportadores Autônomos de Passageiros do Estado do Ceará (Cootraps) disse que as novas formas de pagamento não afetarão a agilidade do embarque.

O pagamento em criptomoedas e programa de milhagem será feito através de um aplicativo onde o passageiro pagará e depois será gerado um QR Code para utilizar em um aparelho do veículo.

No caso de cartões de crédito e débito, os usuários poderão realizar o pagamento por meio do método de aproximação, liberando a catraca em seguida.

Para o diretor financeiro da Cootraps, essa essa facilidade seria uma maneira de desburocratizar e até trazer mais passageiros para o transporte.

Segundo a Cootraps, o número de usuários que ainda usa dinheiro no sistema complementar corresponde a 40%.

Em 2018, a empresa brasileira de transporte rodoviário Viação Garcia começou a aceitar como forma de pagamento as Bitcoin, Bitcoin Cash e Litecoin. A companhia foi o primeiro grupo de transporte rodoviário a implantar um sistema que aceita criptomoedas.

O Metrô Rio conta com a funcionalidade em 41 estações, sendo que o passageiro pode usar celular, cartão de crédito, pulseira e relógio com tecnologia NFC. A novidade foi trazida pela parceria entre a operadora e empresas como a Visa, o Banco do Brasil, o Bradesco e a Cielo.