Tarifa de ônibus aumentará para R$ 4,40 em Ribeirão Preto no dia 31 de julho

Tarifa de ônibus aumentará para R$ 4,40 em Ribeirão Preto no dia 31 de julho

6 de julho de 2019 Off Por Redação Revista do Ônibus

RIBEIRÃO PRETO – A Prefeitura anunciou na tarde da sexta-feira (5) o reajuste de 4,03% no valor da tarifa da passagem de ônibus em Ribeirão Preto (SP). A tarifa passa de R$ 4,20 para R$ 4,40 a partir do dia 31. A cobrança nas linhas alimentadoras também foi reajustada, subindo para R$ 1,70. A decisão foi publicada no Diário Oficial.

Foto: Reprodução/EPTV

O serviço de integração continua sendo permitido no prazo de 120 minutos a contar do primeiro embarque. A passagem pode ser utilizada em até três linhas de ônibus, desde que pertençam a grupos distintos.

Em nota, a Empresa de Trânsito e Transporte Urbano (Transerp) informa que o valor aplicada a nova tarifa ainda está abaixo da inflação para o período.

O aumento está previsto em contrato que, desde 2012, estabelece o mês de julho para reajuste da tarifa do transporte coletivo da cidade. De acordo com a publicação do Executivo, o reajuste foi baseado levando em consideração alguns itens:

  • Reajustes de 5,07% nos salários e benefícios da categoria;
  • Preço médio do combustível entre maio de 2018 a maio de 2019, correspondente a – 0,13%;
  • Índice de preços dos veículos automotores, reboques, carrocerias e autopeças de 5,13% entre maio de 2018 a maio de 2019
  • Variação do Índice de Preços ao Consumidor (IPC/BR-DI) correspondente a 4,99%. no período de maio de 2018 a maio de 2019.

Estudantes das redes municipal e estadual cadastrados continuarão sendo beneficiados com isenção da tarifa. A redução de 50% no valor da tarifa também continua mantida aos alunos de escolas particulares, cursos técnicos, cursos preparatórios para vestibular e cursos de graduação e pós-graduação em nível superior

Com a nova tarifa em vigor, o Cartão Expresso, que serve como passagem, comprado dentro do ônibus passa a custar R$ 6,00. Ao devolver o item nos postos de atendimento do Consórcio PróUrbano, o passageiro recebe de volta R$ 1,60.

Reclamação

Quem utiliza o transporte público diariamente sente no bolso o peso do reajuste anual. O aposentado Antônio Jorge Francisco depende do coletivo para ir de casa ao centro e reclama dos valores cobrados na cidade.

“É brincadeira, acabei de colocar R$ 20,00 e deu quatro passagens. Subindo para R$ 4,40 está enrolado. Minha mulher pega quatro ônibus por dia, aí pesa. Ônibus aqui é mais caro que em São Paulo que você anda bem mais. Você pega um ônibus lá e anda muito”, reclama Jorge.

O trabalhador que depende do ônibus diariamente contesta o valor cobrado e a qualidade do serviço oferecido. Segundo Eufrázio Santos Silva, com mais esse aumento fica difícil fechar as contas do mês.

“É um prejuízo muito grande porquê o salário da gente já não chega no nível que pode nos ajudar. Fica difícil para nós que usamos três, quatro vezes ao dia. A passagem já está alta dentro da realidade e as condições que os ônibus nos oferecem não são de boa qualidade”, diz.

Foto: Reprodução/EPTV

A Transerp esclarece que mesmo com o reajuste na tarifa do coletivo, o valor é menor que o praticado nas cidades de Guarulhos, Campinas, São Bernardo do Campo, Santo André e Osasco. Diz ainda que São Paulo possui uma tarifa de R$ 4,30, porém, recebe subsídio para o transporte público no valor de quase R$ 3 bilhões, o que contribui para o preço final da tarifa paulista.

Com informações da Prefeitura de Ribeirão Preto, Transerp e EPTV