ônibus Blog da Redação Cidades Renovação de Frota Rio Terminais Trânsito Viajando de Ônibus

Prefeito do Rio anuncia a compra de mais de 150 ônibus para o BRT da Cidade Maravilhosa

RIO – Em meio a Crise que o sistema do BRT Rio vem enfrentando, uma luz no fim do túnel surgiu hoje, quando o prefeito Marcelo Crivella anunciou nesta quarta-feira (16), a compra de mais de 150 novos ônibus para o sistema de ônibus expressos.

De acordo com o prefeito, os empresários vão consertar 90 veículos quebrados — e comprar outros 150. Crivella convocou uma nova reunião sobre o assunto às 16h desta quarta-feira.

Foto: Divulgação Mercedes-Benz

O prefeito disse ainda que os 90 ônibus do BRT que estão com problemas, serão consertados, assim como a recuperação das estações e a reabertura das estações da Cesário de Melo em Campo Grande e outras que estão fechadas há meses, devido há problemas de segurança e falta de conservação. O modelo dos ônibus e o chassi, serão anunciados futuramente pelo Consórcio BRT Rio.

O vereador Felipe Michel, autor das leis 6.380/2018, que prevê multa de R$5.000,00 para os usuários que depredarem estações ou veículos do BRT, e 6299/2017, que obriga fiscais e seguranças a coibirem os calotes, comemorou a decisão. Nas últimas semanas, ele tem visitado quase que diariamente as estações da Transoeste e Transcarioca, para conferir como anda a fiscalização. Na última segunda-feira, Felipe Michel teve a companhia do interventor Luís Salomão.

Foto: Divulgação Mercedes-Benz

“O compromisso firmado pelo prefeito foi uma vitória. Depois de muita luta conseguimos fazer com que o poder público cumprisse as leis e olhasse pela população, que está sofrendo com a falta de ônibus e de estações. Vamos continuar de olho para que as medidas não fiquem apenas no papel”, disse Felipe Michel. 

BRT Rio passa fiscalizar caloteiros nos ônibus e estações

Foto: Divulgação – BRT Rio

O BRT do Rio vai passar a fiscalizar o pagamento da passagem dentro dos ônibus e estações para combater os frequentes calotes. O passageiro que não comprovar ter pago a tarifa poderá ser multado em R$ 170, de acordo com resolução da Secretaria municipal de Transportes no Diário Oficial.

A medida passa a valer em dez dias após a terça-feira (18/06), e guardas municipais farão campanha de advertência sobre a criação da norma durante o período. A exemplo do que já ocorre no VLT, o controle do pagamento das tarifas “poderá ser realizado mediante verificação eletrônica no interior e/ou na saída das estações de embarque do sistema BRT, terminais rodoviários e nos veículos que operam nos corredores de BRT”.

O ato autoriza os concessionários que operam o sistema BRT e os agentes públicos (Guarda Municipal) a conferir o pagamento das tarifas e benefícios de gratuidades no interior dos veículos, estações de embarque e terminais rodoviários. Em caso de não comprovação do benefício da gratuidade ou do não pagamento da tarifa, a multa será de R$ 170.

Foto: Divulgação

A tarifa média recebida pelo BRT é de R$ 2,45 por passageiro, o que leva o prejuízo com os calotes a um valor próximo de R$ 5 milhões por mês. Para se ter uma ideia, o preço de um ônibus articulado novo varia de R$ 800 mil a R$ 1,2 milhão.

Com informações da Prefeitura do Rio, Consórcio BRT Rio, Agências, Diário Carioca e O Dia