Justiça proíbe greve de rodoviários do Distrito Federal

Justiça proíbe greve de rodoviários do Distrito Federal

13 de junho de 2019 Off Por Redação Revista do Ônibus

BRASÍLIA – A paralisação dos rodoviários marcada para esta sexta-feira (14) não deverá ocorrer. Uma decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região, determina que os rodoviários sigam trabalhando nesta data. De acordo com um parecer da desembargadora Maria Regina Machado Guimarães, caso o setor insista na paralisação pode ser submetida a uma multa de até R$ 100 mil.

A desembargadora Maria Regina Machado Magalhães, deferiu pedido das companhias Urbi, Piracicabana, Marechal, Expresso São José e Pioneira.

A categoria estava empenhada na greve contra a reforma da previdência, que contará também com bancários, Detran e alguns setores da educação. A liminar do TRT10 foi ajuizada pelas empresas Piracicabana, Marechal, Pioneira e São José.

Na decisão, a desembargadora lembra que o serviço de ônibus é “peça exordial” para a sociedade e que não pode passar por uma paralisação de cunho “político”. A manutenção terá de ser de 100%, de acordo com decisão.

A Central Única dos Trabalhadores do DF informou que a realização ou não da paralisação depende do sindicato dos rodoviário de Brasília. Até a publicação desta matéria, o sindicato ainda não havia se manifestado sobre a decisão judicial.

Com informações do Tribunal Regional do Trabalho e Correio Brasiliense