Ônibus de turismo sai da pista, capota na Serra de Campos do Jordão deixando mortos e feridos nesta noite de domingo (9)

Ônibus de turismo sai da pista, capota na Serra de Campos do Jordão deixando mortos e feridos nesta noite de domingo (9)

9 de junho de 2019 Off Por revistadoonibus

SÃO PAULO E CAMPOS DO JORDÃO – O que deveria ser uma viagem de retorno acabou em tragédia na noite deste domingo (9). Um ônibus de turismo da empresa Brasil Santana, com sede em Praia Grande, que seguia com grupo de turismo e tinha como destino final a cidade de Cubatão, teria perdido o controle, aparentemente sem freio, como relatou testemunhas, ficando desgovernado, batendo em três outros veículos e em seguida capotou.

Foto: Divulgação/Bombeiros

De acordo com o Corpo de Bombeiros de Campos do Jordão, que foram acionados por volta de 21h30, o acidente ocorreu antes de um dos túneis da rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro (SP-123), na serra de Campos do Jordão (SP), e é considerado gravíssimo com ao menos dez mortos e feridos, incluindo presos nas ferragens.

A rodovia precisou ser fechada para atendimento às vítimas.

As unidades de resgate dos bombeiros e Samu de Taubaté, Pinda e São José dos Campos foram para o local. As vítimas com ferimentos mais graves foram levadas para o Hospital Regional de Taubaté e para a Santa Casa de Pindamonhangaba. Outras vítimas foram atendidas no pronto-socorro de Campos do Jordão. Até 1h30, desta segunda-feira (10), 28 pessoas tinham dado entrada na unidade.

Equipes médicas e de enfermagem foram acionadas emergencialmente para receber os feridos.

Os corpos estão sendo levados para o IML de Taubaté. Até por volta de 0h30, os bombeiros confirmaram 17 óbitos.

A viação Brasil Santana foi procurada, mas não tinha se manifestado até a última atualização desta reportagem.

Vítima

Uma das vítimas, que capotou o carro ao menos quatro vezes, disse que viu pelo retrovisor o ônibus desgovernado descendo a serra.

“O ônibus veio derrubando os dois carros atrás de mim, tirei o carro para o meio da pista, aí não vi mais nada, capotei umas quatro vezes. O ônibus veio perdido, a toda velocidade, batendo em todos que estavam a frente”, disse o professor Alécio Marinho, que é de Campos do Jordão e descia a serra sentido Pindamonhangaba, onde trabalha.

Com informações do Corpo de Bombeiros e Tv Vanguarda