ônibus Blog da Redação Cidades Nordeste Pernambuco Viajando de Ônibus

Rodoviários do transporte complementar do Recife param após ficar sem salário

RECIFE – Motoristas de ônibus complementares que circulam pelo Recife fazem uma paralisação das atividades nesta segunda-feira (27). Segundo os profissionais, que circulam em comunidades de difícil acesso da capital pernambucana para levar passageiros às paradas de ônibus, o protesto é motivado pelo atraso salarial desde abril.

Foto: Elvys Lopes/TV Globo

“Não estamos aqui para pedir aumento. Estamos aqui para pedir o pagamento do nosso salário, que é feito por quinzena e não está sendo feito desde abril. Assim que nos pagarem, a gente volta a trabalhar”, afirma o presidente do Sindicato de Transporte Complementar de Pernambuco (Sintracope), Manoel Francisco Dias.

Segundo o representante da categoria, cerca de 60 profissionais estão reunidos na garagem em que os ônibus ficam, no bairro da Várzea, na Zona Oeste do Recife, desde as 5h. “Avisamos às comunidades para que as pessoas pudessem se programar”, afirma.

Em Dois Unidos, na Zona Norte do Recife, alguns dos moradores foram surpreendidos com a paralisação. “Eu vou para a igreja toda segunda-feira e hoje e achei estranho porque não tinham vans estacionadas, mas aí passou uma senhora e disse que não ia ter hoje”, afirma a dona de casa Rosângela da Silva.

Moradora do Passarinho, entre o Recife e Olinda, Lucicleide Mendes teve que andar a pé e pagar passagens de ônibus no bairro de Dois Unidos com a paralisação do transporte complementar. “Eu tive que arrumar outro jeito. Pagar o Dois Unidos [linha de ônibus] e subir a ladeira a pé. São uns 15 minutos de caminhada”, afirma.

Foto: Elvys Lopes/TV Globo

Ainda segundo o presidente do sindicato, órgãos como o Grande Recife Consórcio de Transporte e a Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) estão cientes da manifestação. O Grande Recife informou que, juntamente com a Prefeitura do Recife e o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros no estado de Pernambuco (Urbana-PE), está buscando solucionar o problema.

Com informações da TV Globo