Procon/RJ encontra 131 ônibus BRT parados em garagens durante fiscalização

Procon/RJ encontra 131 ônibus BRT parados em garagens durante fiscalização

24 de Maio de 2019 Off Por revistadoonibus

RIO – Desde a quinta-feira da semana passada (16/05), o Procon Estadual realizou, através de seus fiscais, uma série de vistorias em garagens de 10 empresas de ônibus que fazem parte do consórcio que opera o BRT. Os profissionais flagraram um total de 131 veículos parados durante o período de fiscalização.

Na própria quinta (16/05), a fiscalização vistoriou 3 garagens dos ônibus BRT: ”Pégaso”, no bairro Cosmos, ”Jabour”, em Senador Vasconcelos, e ”Transporte Campo Grande”, em Senador Camará. Nesse dia, os fiscais identificaram um total de 88 ônibus articulados do BRT parados nas garagens. Na sexta-feira (17/05), foram encontrados 35 veículos do BRT parados nas garagens das empresas ”Transporte Barra” e ”Viação Redentor”, em Jacarepaguá, e ”Três Amigos”, em Bento Ribeiro.

Na segunda-feira (20/05), foram flagrados 5 ônibus parados nas garagens das empresas ”Paranapuan” e ”Normandy”, na Ilha do Governador e Bonsucesso, respectivamente. Na terça (21/05), os fiscais flagraram apenas 3 ônibus parados, nas viações ”Caprichosa”, em Parada de Lucas, e ”Auto Viação Tijuca”, em Bonsucesso.

Já na quarta-feira (22/05), os fiscais estiveram na Alvorada, na Barra da Tijuca, onde estavam ônibus articulados que estariam aguardando o início de seu horário de operação no estacionamento do terminal. No período da manhã, em horário de maior movimento e demanda de passageiros, chamado de horário de ”pico” (das 5h às 9h), haviam 8 ônibus articulados e 6 não-articulados, totalizando 14 veículos. Já no período chamado de ”entre pico” (das 9h às 15h), haviam 40 ônibus articulados do BRT parqueados no estacionamento do terminal, em intervalo dos turnos de circulação.

Foto: Divulgação Procon RJ

A fiscalização também constatou que, apesar do total de veículos estabelecidos no consórcio BRT ser de 387 – conforme informação fornecida pelo responsável -, há um planejamento pelo consórcio de circulação de 267 veículos apenas. Ainda assim, esse planejamento não é cumprido, tendo sido colocado em circulação naquele dia apenas 240 veículos, incluídos nesse número os que estavam parqueados na estação Alvorada.

Como resultado da operação, o presidente do Procon-RJ, Cássio Coelho, abriu um ato de investigação preliminar notificando as empresas participantes do consórcio que justifiquem a grande quantidade de ônibus encontrados parados nas garagens e o mal estado de conservação de muitos destes e dos que estão rodando. O ato também determina que elas apresentem os procedimentos que estão fazendo para solucionar estes problemas e da superlotação dos veículos do BRT que estão em circulação. Elas têm 10 dias para darem uma resposta. Se esta não for apresentada ou não for aceita pelo departamento jurídico do Procon, um ato sancionatório será instaurado, o que poderá levar a uma multa para o consórcio.

Com informações do Procon/RJ