TransBrasil traz ônibus DD 15 metros com 16 poltronas no primeiro piso

TransBrasil traz ônibus DD 15 metros com 16 poltronas no primeiro piso

22 de Maio de 2019 Off Por revistadoonibus

GOIÂNIA – O mais novo carro Marcopolo New G7 1800DD equipado com chassi Mercedes-Benz da Viação TransBrasil, vem sendo considerado o carro mais apertado dos últimos tempos. No passado, a Viação Util trouxe em um ônibus 8×2 o serviço convencional dois dois pisos, e acabou não agradando os clientes.

Os ônibus Double Deck que são criados para oferece dois serviços em um único ônibus, como serviço Leito no primeiro piso e Executivo no segundo andar, essa tendência parece não ser uma regra, ao menos para o novo carro da empresa, que no primeiro piso segue com 16 apertadas poltronas, perdendo apenas para empresas como Util entre outras que oferecem o serviço Leito no primeiro piso com 12 poltronas, indo contra outras empresas que passam oferecer apenas 9 poltronas no primeiro piso.

A primeira unidade do carro Azul e Rosa, Espaço Homem, Espaço Mulher, já está em Goiânia. Uma segunda unidade deve ser entregue em breve. De acordo com informações de fontes da Revista do Ônibus, o veículo que possui 68 lugares, sendo 52 em cima e outros 16 embaixo, seguirá viagens no trecho Porto Seguro/BA x Sena Madureira/AC via Vitória da Conquista/BA, Governador Valadares/MG, Belo Horizonte, São Paulo, Goiânia, Cuiabá, Vilhena e Porto Velho.

TransBrasil fica proibida de vender passagens em Rondônia

O juiz da 7ª Vara de Porto Velho, deferiu liminar determinando a notificação da Transbrasil para se abster de vender passagens intermunicipais dentro do Estado de Rondônia, conforme decisão publicada nesta terça-feira (14) no diário judicial eletrônico. O DER deverá fiscalizar a ação ilegal que vem sendo praticada pela referida empresa, pertencente ao condenado por falsidade ideológica e outros crimes, Irandir Oliveira Souza.

Na ação judicial é narrada a fraude que Irandir praticou, falsificando documento oficial do antigo DNER, enganando o Poder Judiciário Federal, obtendo uma autorização para executar serviço interestadual, o que vem tentando fazer praticando diariamente outras fraudes, inclusive fixando no para-brisas dos ônibus itinerário que nunca cumpriu, com o claro propósito de ludibriar a fiscalização do Estado de Rondônia e da ANTT.