Angra dos Reis continua sendo destino de muitos passageiros, apesar dos intensos tiroteios

Angra dos Reis continua sendo destino de muitos passageiros, apesar dos intensos tiroteios

12 de maio de 2019 Off Por Redação Revista do Ônibus

ANGRA DOS REIS – As belezas da Região da Costa Verde, em especial, os locais com vista paradisíacas de Angra dos Reis, são sem dúvidas, o destino de muitos turistas brasileiros e estrangeiros. Em meio, há crescente onda de violência no município nos dois últimos anos, com fechamento da Rio x Santos, e intensos tiroteios, o que se nota, é que o turismo, parece não ser afetado, ao menos, de forma direta, já que nos terminais de Volta Redonda, São Paulo e Novo Rio, na capital fluminense, os ônibus seguem sua programação normal.

Foto: Reprodução de TV

De acordo com fontes da Revista do Ônibus, tanto no Terminal Rodoviário Novo Rio, quanto em Volta Redonda, os ônibus das empresas Costa Verde ( Rio x Angra x Rio) e Colitur (Volta Redonda x Angra x Volta Redonda), saiam quase que lotados no fim da tarde de sexta-feira (10) e parte do sábado (11), ambos em direção a Angra dos Reis.

Não houve horários extras neste fim de semana, onde se comemora o Dia das Mães, mais, segundo pesquisa juntos as empresas, não foi preciso reduzir horários nos trechos relatados.

Para alguns moradores, transitar pelos bairros do Centro, Frade, Bracuí e Areal, vem sendo bastante perigoso. Há relato nas redes sociais que algumas famílias que residem nos bairros citados, resolveram passar uns dias em Volta Redonda e no Rio, fugindo da onda de violência que aterroriza a região.

No último domingo (5), um dia depois de o governador do Estado, Wilson Witzel, sobrevoar a região e publicar vídeos dizendo que ia “botar fim na bandidagem”, os tiros na cidade não pararam.

Na quinta-feira (9), três pessoas foram baleadas e a rodovia Rio-Santos foi fechada pela segunda vez em razão de um tiroteio num morro no bairro Sapinhatuba 1, comunidade que fica perto de uma área nobre da cidade e que foi sobrevoada por Witzel no fim de semana.

Em ônibus urbanos municipais e escolas, moradores tiveram que se jogar no chão em busca de proteção contra os disparos.

Onda de tiroteios

O aplicativo Onde Tem Tiroteio (OTT) registrou tiroteios por quatro dias seguidos, em Angra dos Reis, focando mais nos bairros Areal, Belém, Camorim Grande e Sapinhatuba, entre bandidos do Comando Vermelho (CV) e do Terceiro Comando Puro (TCP) para comandar o tráfico de drogas na cidade.