ônibus Blog da Redação Cidades Norte Pará Tarifa

Tarifa de Ônibus pode aumentar na Grande Belém para R$ 3,95

BELÉM – De acordo com o Dieese-PA, a solicitação do Setransbel está bem superior à inflação nos últimos 16 meses, que é de 5%, e também do poder aquisitivo da população usuária em potencial do transporte urbano na Grande Belém.

Oneide Lima, estudante de Artes Visuais na Universidade Federal do Pará (UFPA), recebe com indignação a proposta de reajuste. Moradora de Benevides, ela conta que usa 4 conduções por dia para estudar e estagiar na instituição, localizada em Belém. “Passo o dia todo fora, na universidade, e o reajuste vai afetar muito. A gente anda nos ônibus sucateados e não temos estrutura nos coletivos. Esse aumento de passagem é muito ruim. Acho inadmissível”.

Mais gastos

Atualmente, considerando a tarifa de R$3,30, em vigor desde 16/02/18, o gasto mensal chega a R$ 158,40, para quem usa duas conduções diárias. O impacto do gasto com passagem de ônibus em relação ao atual salário mínimo (R$ 998) é de 15,87%.

Segundo projeção do Dieese, no caso da atual tarifa de R$ 3,30 ser reajustada tomando como base a inflação (em torno de 5% desde janeiro de 2018, até março de 2019), a passagem ficaria em torno de R$ 3,50, com gasto mensal de R$ 168. O impacto em relação ao salário mínimo alcançaria 16,83%.

Considerando o valor proposto pela Setranbel de elevar a atual tarifa de R$ 3,30 para R$ 3,95, um reajuste de 19,69%, o impacto no final de cada mês para quem apanha duas conduções, em relação ao salário mínimo, passaria dos atuais 15,97 % (com o mínimo de R$ 998) para 19%, já o gasto mensal pularia dos atuais R$ 158,40 para R$ 189,60.