SP: Sistema de transporte de Agudos segue sucateado

SP: Sistema de transporte de Agudos segue sucateado

30 de março de 2019 Off Por revistadoonibus

AGUDOS – Segundo a lei municipal de 2003, que criou o sistema, os “veículos deverão ser mantidos em perfeitas condições de funcionamento”. Ainda de acordo com a lei que instituiu o serviço, “a frota deve ter idade máxima de fabricação de seis anos”.

No entanto, os ônibus que rodam atualmente na cidade foram fabricados em 2006, ou seja, já têm 13 anos de fabricação.

Foto: Reprodução de TV

A situação é tão crítica que até mesmo um dos motoristas da frota registrou boletim de ocorrência por causa do risco de acidentes. Osvaldo de Oliveira Salvador conta que passou por apuros quando o freio falhou em duas ocasiões.

O Ministério Público de Agudos abriu um procedimento para apurar as condições dos veículos e aguarda um posicionamento da prefeitura.

De 2003 a 2014 o transporte era feito com frota própria da prefeitura e durante três anos o serviço foi feito através de concessão.

Até 2017, a prefeitura pagava R$ 150 mil por mês para uma empresa terceirizada fazer o transporte, mas na época decidiu comprar os próprios veículos.

A administração gastou R$ 506 mil na compra de 20 ônibus, mas a maioria deles está inativa – nesta semana, 11 ônibus estavam parados na garagem da prefeitura à espera de algum conserto.